Usina de Letras
Usina de Letras
21 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->ESQUERDISTAS VENDEM SONHOS PARA ENTREGAR PESADELOS -- 01/08/2018 - 15:35 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Para ter vida suntuosa

Prometem mundos e fundos

Pra num abismo profundo

De modo bem asqueroso

Lançam criança e idoso

No maior dos pesadelos

Sem ninguém pra defendê-los

De desesperos medonhos

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



Comem caviar em Paris

Tudo pago pelo povo

Que não pode comer um ovo.

Sustenta um tal Luís.

Amar aquele infeliz,

Que não teve qualquer zelo

Nunca teve um capelo.

Sujeito vil e bisonho

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



Têm três tipos de esquerdistas:

Ignorantes, burros, sabidos.

Os burros se acham ungidos

E até mesmo alquimistas

Porque lenistas-maxistas

Que receberam canelo

Pra defender em seu libelo

Os seus métodos sedonhos

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



Os sabidos moram em Paris

Bebem vinho, com caviar

Que o burro tem que pagar

Parecendo meretriz

Ainda levam qualquer País

A um falido modelo,

Quem contesta vai pro gelo

Sob um regime medonho

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



Por falta de conhecimento

Ignorantes é enganado

E sempre fica fadado

A se tornar instrumento

De um eterno tormento

Por não ter na vida zelo

Vive sempre de atropelos

Um sofrimento tristonho

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



Comunista constrói muro

Pra distribuir maldade

Ninguém fugir da cidade

Viver naquele munturo

Sem ter qualquer futuro

Num desprezível modelo

Que nos mata sem apelo

Pra muitos dácute; entressonhos

Esquerdistas vendem sonhos

Para entregar pesadelos.



HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, AGOSTO/2018


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 246 vezesFale com o autor