Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59672 )

Cartas ( 21255)

Contos (13340)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47225)

Humor (19422)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3942)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138797)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->VERDADES INVERÍDICAS (INCRÍVEIS?) -- 09/03/2008 - 18:50 (ANTONIO MIRANDA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




VERDADES INVERÍDICAS (INCRÍVEIS?)



Poema do Barão de Pindaré Júnior *



“I do not believe in belief.”

E. M. FOSTER





Algumas verdades são relativas,

mas eu não sou relativista.

É certo: o sol nasce todas as manhãs;

sempre há mais políticos do que estadistas;

a lei da gravidade é igual para todos

como a justiça oficial dos homens

mas os gordos caem mais depressa

e a justiça não chega para todos

— nem a divina, reza o incréu.





* heterônimo de Antonio Miranda para reflexões e cantigas de escárnio e maldizer. Outros poemas do Barão em www.antoniomiranda.com.br/poemas_barao/brao_poemas.html

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui