Usina de Letras
Usina de Letras
81 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59807 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47456)

Humor (19436)

Infantil (4673)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138973)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5700)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Contos-->TEMPO -- 28/02/2001 - 23:53 (Nivea E Silva Benjamin) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

ERA NOITE, FRIA E NEBULOSA. TEMPO QUE PARECIA IMITAR POR DENTRO. COMO PODE?
SABER ASSIM , COMO ESTOU.
ERA MEU CARRASCO, FIGURA CRUEL, DEUS IMPLACÁVEL QUE NÃO PERDOA NINGUÉM.
SE ERA JUSTO? NÃO SEI DIZER. MUITOS CLAMARÃO QUE NÃO. MAS, QUEM SABE!
AQUELES PARA OS QUAIS NADA CHEGA, NUNCA, TUDO É POUCO , TAMBÉM SE RENDERÃO A ELE.
E DE PENSAR NISSO, FUI FELIZ POR UM INSTANTE. EU NÃO ESTAVA SÓ.
TODOS IRÍAMOS , JUNTOS OU NÃO, HOJE, AMANHÃ, UM SÉCULO.
NO ENTANTO, NÃO HÁ PORQUE FUGIR, JÁ QUE DESCONHECEMOS FÓRMULAS, FEITIÇOS OU ELIXIRES QUE POSSAM COMBATÊ-LO.
POR ISSO, OLHEI NOVAMENTE O MAR. ESTAVA TRISTE ERA VERDADE.
MAS, ENFIM ERA PRECISO SENTIR CADA MOMENTO.
MESMO QUE NÃO FOSSE O ÚLTIMO, UM DIA PODERIA SE TORNAR A MAIS BELA RECORDAÇÃO.
AO PENSAR NISSO TUDO, RI SOZINHA. OS QUE PASSAVAM FELIZES, PELO MENOS APARENTEMENTE, DEVEM TER ME ACHADO LOUCA. QUE IMPORTA?
EU SABIA A VERDADE. LOUCO ERAM ELES, IGNORANTES DE TUDO , FUTURO E PRESENTE.
TÃO PRESOS ESTAVAM NAQUILO QUE DEIXOU DE SER.
ERA NOITE, DE VERÃO E DE SONHOS, VONTADES A TANTO ADORMECIDAS, QUE DIANTE DESSA NOVA REALIDADE GRITAVAM POR ESPAÇO.
E FOI OQUE FIZ. SE ME ARREPENDO?
TALVEZ, É DIFÍCIL ESTAR LONGE DESSA MAIORIA , QUE VIVE FRENETICAMENTE , QUE ENRUGA A TESTA, RECLAMA A TODO INSTANTE.
VI QUE AQUILO QUE MAIS DETESTAVA NOS OUTROS, FOI OQUE ME FEZ DESPERTAR.
E DESDE DE ENTÃO DANÇO EM TODAS AS CHUVAS, RIU ALTO, INCOMODO OS VIZINHOS, SECO AO SOL, BRINCO DE ESCONDE. E ALGUMAS, POUCAS E SUFICIENTES VEZES ACHO, ME ACHO.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui