Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62306 )

Cartas ( 21334)

Contos (13268)

Cordel (10451)

Cronicas (22541)

Discursos (3239)

Ensaios - (10398)

Erótico (13576)

Frases (50697)

Humor (20046)

Infantil (5466)

Infanto Juvenil (4789)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140835)

Redação (3311)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1961)

Textos Religiosos/Sermões (6217)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->ROTA DO QUEIJO DO SERRO -- 22/05/2008 - 17:15 (MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
ROTA DO QUEIJO DO SERRO



Marco Aurélio Bicalho de Abreu Chagas





Queijo branco e pouco ácido,

De Alvorada a Conceição,

No lombo de burro plácido,

Transportado em profusão.



Dom Joaquim e Materlândia,

Desse queijo artesanal,

Contribuem com a produção.

Patrimônio Nacional.



Rio Vermelho, Sabinópolis

Dessa rota fazem parte,

Produzindo muito queijo

Feito com amor e arte.



Itambé e Serra Azul,

Paulistas, ninguém esquece,

É a capital da Sorte,

Fazem queijos sem benesse.



Mas o grande produtor

É o nosso Serro do Frio,

Que produz com muito amor

Queijo do Serro, com brio.



Poema publicado no Jornal ESTADO DE MINAS do dia 24 de maio de 2008.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui