Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
27 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59033 )

Cartas ( 21233)

Contos (13075)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9400)

Erótico (13482)

Frases (46376)

Humor (19246)

Infantil (4422)

Infanto Juvenil (3669)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138134)

Redação (3048)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5490)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Embate entre a felpudinha e a rapadinha -- 25/07/2020 - 19:28 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Embate entre a felpudinha e a raspadinha

És de fato u´a severgonha
mostrando-se assim desse jeito
os homens são todos u´a inconha
não te respeitam direito

O que agora exponho
é um dom da natureza
diante do espelho, se bronho
é gozo com mais clareza

Acho isso tão indecente
portanto fico coberta
sem pêlos és deprimente
contigo o Pai inda acerta

Teus pêlos são um horror
da idade da pedra pareces
além disso se faz calor
em plena fogueira padeces

Meus pêlos são obra divina
e como os anjos o éter regem
porreles o macho alucina
e do mesmo inda me protegem

Eu sou apenas moderna
com outra mentalidade
adoro uma boa baderna
e exponho mi´a sacralidade

Sacralidade, uma ova
se te mostras sem a pelagem
mereces em toda trova
condenação por sacanagem

Sou a pura natureza
que se descobre em brasa
aumento neles a macheza
e por mim mais tesão vaza

Vê bem se isso é conversa
para uma donzela pudica
és um vero mercado persa
noutra não pensas, que em pica

Pica é meu complemento
como também é o teu
escancaro o encantamento
e logo me sorve todo Romeu

Não deves ser tão saliente
pois uma hora te pune o Pai
estragas qualquer ambiente
e em ti só escória é que vai

Sou pela emancipação
por isso te recrimino
o tesouro que tens na mão
é o caminho mais divino

E por divino então ser
é que o com tanto zelo
na hora sacra do prazer
há de cabê-lo com cabelo

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 114 vezesFale com o autor