Usina de Letras
Usina de Letras
44 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60374 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9719)

Erótico (13520)

Frases (48266)

Humor (19559)

Infantil (4832)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139383)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5813)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O BEIJO I - PAULATINO -- 25/07/2008 - 08:42 (Alberto Batista) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O BEIJO I - PAULATINO



As horas passam,

E com ela o sereno

Que era calmo e fino.

Virando após alguns minutos,

Numa chuva mediana natural.



E a chuva mediana

De repente some sem dar nome

Virando apenas o sereno noturno

Para aplaudir os acontecimentos boêmios.



As estrelas se incubiram

De deixar o resto da noite

Numa gostosa brincadeira

Verdadeiramente teatral

Esperando o grande espetáculo.



O que era inevitável

Viria acontecer naquela noite

O balanço da equilibrista delgada

Com a frieza do mágico Caprino.



O beijo paulatinamente assim descreve-se:

Ardente e quente...

Acelerado compulsivo...

Repetitivo correspondente...

Balanceado abrasado...

Intenso... Enfim... Fim.



ALBERTO BATISTA
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui