Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->BOLSONARO FOI A DUBAI COMPRAR AREIA PRA CONSTRUIR UM MURO -- 01/02/2022 - 16:42 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Mais uma vez o presidente

Por um projeto fecundo

Foi a cidade de Dubai

Do outro lado do mundo

Dos ácute;rabes comprar areia

E o PT ficou furibundo

 

Pois com a areia dos ácute;rabes

A muralha brasileira

Que nos separa do México

Marcarácute; nossa fronteira

Para ninguém mais dizer

Que senador disse besteira

 

Que também caiu na asneira

De tirar do substantivo

Sua verdadeira função

Dando para adjetivo

O poder de nomeação

E esse modo agressivo

 

De perder a sua função

Criou um grande dilema

De anácute;lise morfológica

Pois mudou todo esquema

De ensino de nossa língua

E esse é mais um problema

 

Pra decisão do supremo

Pois nomear é poder

Por essa nova função

Que acaba de receber

O adjetivo vai brigar

Pra não ter que devolver

 

E o substantivo agora

Acha-se um coadjuvante

E do adjetivo passou

A ser mero ajudante

Essa usurpação infame

Vai levar bem mais adiante

 

Até a Corte de Haia

Por ser o maior “genocídio”

Que jácute; houve na história

E serácute; um grande suicídio

Das gramácute;ticas mundo afora

Causado por um cecídio

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JANEIRO/2022

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 278 vezesFale com o autor