Usina de Letras
Usina de Letras
40 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->O JANTAR NÃO VEM DA BENEVOLÊNCIA DE NINGUÉM -- 01/08/2023 - 15:53 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

É difícil a luta pela vida

Uma briga que nunca terácute; fim

Mesmo que seja dura e ruim

Lutar é sina pra se ter comida

Pois não se vive sem ela e bebida

Para tudo precisa de dinheiro

Se chinês, canadense, brasileiro

Disso vai depender sobrevivência

O jantar não vem da benevolência

De ninguém, muito menos do açougueiro.

A preguiça é a dona da Terra

Para ter vida fácute;cil as pessoas

Pra mentira até fazem suas loas

Enaltecem quem sua vida emperra

Até mesmo aquele que o enterra

Que serácute; no futuro seu coveiro

Depois de trabalhar o tempo inteiro

Ainda não viu, aqui, não hácute; clemência

O jantar não vem da benevolência

De ninguém, muito menos do açougueiro.

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, AGOSTO/2023

Comentarios

Eliana Barros   - 02/08/2023

...isso eu concordo com você poeta.
Parabéns pelo cordel que faz a gente pensar.

O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 104 vezesFale com o autor