Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62476 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->HOMENAGEM AO MACIÇO DO BATURITÉ. -- 11/09/2008 - 19:15 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Paisagem, bela, exuberante,

Ante um sertão ressequido.

Café foi tua grande riqueza,

Outrora num tempo esquecido.

Tens hoje tuas águas exploradas.

Insanos, muitos têm te agredido.



Mata Atlântica é espoliada

Afanam, matam fauna selvagem:

Cobras, lagartos, onças e aves.

Isto tudo muda tua folhagem.

Cobiça que vem te transformando;

Onde as pessoas ainda não reagem.



Basta. Não podemos te matar.

A esperança ainda nos resta.

Teus rios perenes podem secar.

Únicos, havia peixes em festa,

Riqueza de camarão, pitu;

Isto há muito pouco; não presta.

Temos que proteger o teu clima.

É uma dádiva tua floresta.



HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

OUTUBRO/2007

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 754 vezesFale com o autor