Usina de Letras
Usina de Letras
17 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62282 )

Cartas ( 21334)

Contos (13267)

Cordel (10451)

Cronicas (22540)

Discursos (3239)

Ensaios - (10386)

Erótico (13574)

Frases (50669)

Humor (20040)

Infantil (5457)

Infanto Juvenil (4780)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140818)

Redação (3309)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1961)

Textos Religiosos/Sermões (6208)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->SE EU PUDESSE COMPRAVA A MOCIDADE -- 01/05/2024 - 15:59 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Futebol se jogava todo dia

Sem haver quadra ou campo demarcado

Calçamento também era apropriado

O colégio nos dava harmonia

Que nas férias saudades nos trazia

Passar de ano nossa grande emoção

Abraçávamos como bom irmão

Orgulhosos saímos na cidade

Se eu pudesse comprava a mocidade

Nem que fosse pagando à prestação

 

Que saudade de ir à aula fardado

Hoje não se vê mais alunos nas ruas

Celular deixa-os no mundo da lua

Parecendo até uns retardados

Na internet vivem sempre bem grudados               

Em shopping center ou televisão

Para escola pais levam pelas mãos

Jovens não andam mais pela cidade

Se eu pudesse comprava a mocidade

Nem que fosse pagando à prestação

 

Nas esquinas,  ninguém mais se reúne

Com vizinho não se conversa mais

Um bom dia, fica-se com pé atrás

Ninguém quer que o outro o importune

Reprovado o aluno fica impune

Palmatória não é bicho papão

Na merenda comia ovo com pão

Hoje tudo tem boa facilidade

Se eu pudesse comprava a mocidade

Nem que fosse pagando à prestação

 

Henrique César Pinheiro

Fortaleza, abril/2024

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 27Exibido 47 vezesFale com o autor