Usina de Letras
Usina de Letras
27 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62484 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50871)
Humor (20083)
Infantil (5503)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->o cavalo caramelo -- 03/06/2024 - 17:13 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Povo morrendo  no Sul

Outros querendo uma canja

Para foto com Madona

Na lama passar esponja

Por se salvar Caramelo,

E umas galinhas de granja

 

Com salvamento do cavalo

Teve um parente seu

Comovido com o feito

Até um discurso deu

Para mostrar sua alegria

Depois que muito bebeu

 

O parente não dormiu

Pois ficou bem preocupado

Com que o bicho pensava

Quando estava lácute; trepado

Em cima de uma casa

De zinco era o telhado.

 

Pra salvar mais animais

De duas gaúchas famosas

Se valeu o primo do cavalo

Uma velha e horrorosa

Que diz cuidar de animais

Das onças que são preciosas

 

A outra não é religiosa

Mas foi vista numa missa

Numa igreja comungando

Porém era por cobiça

Pra enganar o freguês

Ser vice queria a carniça

 

Mas no Rio Grande do Sul

Com Montanha de problemas

Fazem politicagem

Criando um grande esquema

Com um novo ministério

Para servir ao sistema

 

E nos olhos dos gaúchos

Jogaram lama e Pimenta

O povo gaúcho é forte

E não filho de jumenta

Vai se recuperar da crise

Superar essa tormenta

 

No momento não importa

Grêmio Internacional

Porque todos os gaúchos

Esqueceram o Grenal

Falar em futebol no Sul

Só para quem é do mal.

 

Se valeram dum au, au

Pra fazer politicagem

O povo sem ter abrigo

Ao relento e na friagem

Sem casa, cama, sofácute;

Exposto à pilantragem

 

De todo tipo político

Também de sindicalistas

Com nome dos picaretas

Existem mais de mil listas

Tem até gente que diz

Que é grande estadista

 

 

Henrique  César Pinheiro

Fortaleza, maio/2024

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 131 vezesFale com o autor