Usina de Letras
Usina de Letras
57 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60373 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9718)

Erótico (13520)

Frases (48263)

Humor (19556)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4181)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139380)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Ninguém -- 20/04/2010 - 09:08 (Alexandre Medeiros) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
"Ninguém é dono de mim

Nem dono da verdade

Nem portador

De total sanidade

Não me julgue

Sem fechar os olhos

E olhar pra dentro de você

Ninguém está totalmente certo

Ninguém está totalmente errado

O caminhar da tartaruga

Não é tão lerdo

O do coelho

Não é tão rápido

Pontos positivos e negativos

São todos pontos de vista

Jamais pontos finais

Quem dera pontos de exclamações

Em meio a tantos pontos de interrogações?

A ignorância e a sabedoria

Estão presentes em todos os homens

O conhecimento, somente em alguns

É poesia que falta no mundo

Já estamos cheios de ciência e certezas

Queremos ser a Plebe da Legião

A capital da Nação

A Condição de Existência

Pra não dar Pane na consciência"





Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui