Usina de Letras
Usina de Letras
69 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59663 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47209)

Humor (19420)

Infantil (4621)

Infanto Juvenil (3937)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138768)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->As Amantes -- 25/09/2001 - 18:40 (Almiscar de Campos) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Pois é... encontrei você em momento tão feio. Realidade tinha medo de sorrir, fantasia receio de aparecer.
Em todos os momentos agora penso em você... naquele sono que não poderia aparecer, naquela distração repentina, nesta tristeza - que insiste em aparecer e te levar.
Seu medo de amar... nossas risadas, os assuntos sem nexo. Seu nome gira em minha mente, sua música favorita não sai do meu rádio.
Aquela antipatia do início, aqueles pensamentos tão desconcentrados, agora resumem num sentimento crescente, que tentamos dosar.
Em princípio um medo, um choro, um devaneio.
E o final? Pode ser bonito, pode ser de cinema... mas que ele acontece como quiser. E se não quiser acontecer, será bem-vinda nossa constância, nossa permanência.
Mas que as coisas se desenvolvam! Não quero prever ações, não quero idealizar como agir.
Vamos agora passear um pouco... vamos sair de mãos dadas pela rua - vamos ver qual a reação dos vizinhos...sempre controlar atrapalha...você quer usar aquela minha camiseta?
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui