Usina de Letras
Usina de Letras
76 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60277 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10353)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9686)

Erótico (13520)

Frases (48075)

Humor (19491)

Infantil (4785)

Infanto Juvenil (4140)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139175)

Redação (3099)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5772)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Sonhos -- 15/10/2010 - 23:03 (AROLDO A MEDEIROS) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Sonhos



Aroldo Arão de Medeiros



Sonhei com um estranho céu,

Não vi as brilhantes estrelas,

Cobertas pela fumaça,

Que saia das fábricas.



Sonhei com o estranho mar,

Perdeu a tonalidade azul,

A orla estava bem suja,

Vindas do rio poluído.



Sonhei com a estranha mata,

Vi as gralhas procurando lar,

A fumaça cegava os olhos,

Não enxergo o lindo planeta.



Acordado, não sonho mais,

Rezo para trabalharmos,

Recuperar o ambiente,

Ter sonhos, não pesadelos.



Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 13Exibido 499 vezesFale com o autor