Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140903)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Variz de bilheteiro -- 07/05/2012 - 11:40 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Fábulas selecionadas de Esopo (LXXII)- Zeus e o camelo

texto



Olhos bem abertos para cima,

minhas lágrimas devolvo

pra donde vieram, com rima,

por causa do que persolvo.



Apesar do que já perfiz,

receio ter que pagar

por ameaça à variz

do bilheteiro do lugar.



Agora, devo renovar

minha invocação da manhã,

com vozes da Presença entonar,

atrair minha boa fé cristã.



Mais tarde recebo ligação

do meu sobrinho que voa;

se não voa, faz investigação

de quem dirige e erra à toa.



Entra em cena a Magnólia,

com sua gíria encomenda

"seriema, ela e hemiólia",

não haverá reprimenda.



A reclamação cairá

justamente em sua mão,

minha cara livrará,

terei com eles absolvição.











































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui