Usina de Letras
Usina de Letras
21 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62476 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->NO BARALHO PERDEU TUDO. -- 19/05/2012 - 19:35 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
No baralho perdia o seu salário;

O sustento da sua própria família.

O sujeito não era perdulário.

Não gastava nem mesmo com mobília.



Porém nunca estava em vigília,

Pois as cartas tivera-as por companhia.

Dispensava ouvir qualquer homília.

Com baralho bem, nunca convivia.



Muitas vezes deixava seus rebentos

Sem comida com a fome terrível

Pro colégio iam sem qualquer alento.



Porque a fome era a grande desgraça

Que tolhia todo bom aprendizado.

Casa não tinha, pois devia na praça.





HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA – MAIO/2012.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 429 vezesFale com o autor