Usina de Letras
Usina de Letras
75 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Touro de Pedra -- 01/06/2012 - 15:17 (Amy Higgins) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
“TOURO DE PEDRA”

POR: AMY HIGGINS



Animal frio, feito da matéria vil.

Coração seco de gélida “Torre”

De quem é só.

Se apertarem o seu coração

Virará farelo em pó.



Touro de Pedra, há sangue em suas veias?

És feito do nada. Há esperança em tuas cadeias?

Touro de Pedra, o teu nome é pura sombra

A revolver o mar que assombra.



Existe algum martelo capaz de te destroçar?

És como a “Torre”:

Puro orgulho e arrogância sem par.



Touro de Pedra és como uma estaca

Encravada no meio do deserto.

Só o vento frio da noite é capaz

De te movimentar, por certo.



O meu coração sentiu seu sopro

E em gelo seco se transformou.

Foi tocado pelo vazio e num

Abismo escuro enfartou.

Touro de Pedra, algum dia você vai ter alma?

Só sei que Deus destrói todas as “Torres”,

E é só isso que me dá esperança.

Pois, esse Touro de Pedra é capaz

De chifrar feliz o coração de uma criança.



Nenhuma “Torre” resistirá ao trovão

Dos céus, nem mesmo a desse Touro

Que pensa estar seguro nos arranha-céus.



Ele é digno de amor para o misericordioso

Deus do Trovão.

Sua couraça de frieza não lhe confere mais proteção,

Seus olhos mortos não o protegerão,

Tampouco escapará da tempestade

O seu arenoso coração.



O raio de Deus destruirá o Touro de Pedra,

E com seus destroços construirá um homem sem rumo.



Onde está o seu orgulho, Touro de Pedra?

Onde estão as suas oferendas, pó em moedas?

Onde está seu trono, Rei da Mentiras?

Enterrou-se no ouro o seu toque de Midas.



Eu confio em Deus e sei que é inteiro o meu galardão.

O coração do Touro de Pedra virou poeira na minha mão.

Irei soprá-lo com o amor, o limparei da poeira

Da dor, irei renová-lo com compaixão.

E o Touro de Pedra será de carne e osso,

Alma e coração.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Manaus, 12 de maio de 2012.



Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 0Exibido 318 vezesFale com o autor