Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Águas desiguais -- 20/12/2013 - 21:56 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clique com o dedo direito no meu nome,

a seguir, e escolha "abrir em nova janela" para ouvir essa música de minha

lavra e parceria com Eduardo Toledo. Minha gaita Honner dá o tchã,

enquanto a voz dele se evidencia.

texto





Fluo pela vida adentro,

Natal e Ano Novo a seco,

nada me tira de centro,

e rezo em qualquer beco.



Saio da casa dos oitenta

nesta semana ainda,

minha balança aguenta,

sempre me dá boa-vinda.



Alface, mirtilo e morango,

azeite e outros caldinhos,

salmão, bacalhau, ou frango,

comedidos, aos pouquinhos.



Em jejum, três copos d’água,

outros amparam meus chás,

indianos, daqui e da Nicarágua,

com sucos da Sicília e de cajás.



Pesagens noturna e matutina

mostram que, dormindo, emagreço,

busca de silhueta mais fina

exige bom esforço desde o começo.



O verde da misericórdia e da cura,

em níveis neurais, sinápticos e hormonais,

flui em mim com rara apostura,

como grandes marés de águas-iguais.



Pesquisar "Sabia que não há duas águas iguais?" no Google.





























































































&
8195;













Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui