Usina de Letras
Usina de Letras
67 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60362 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19550)

Infantil (4828)

Infanto Juvenil (4178)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139358)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->Deus, em depoimento sobre seu novo livro -- 16/12/2006 - 02:34 (Antonio Guizzo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Uma das preocupações desde o começo do Novíssimo Evangelho foi achar um discípulo, para meu segundo filho, Jenésio, digno de representar Tomé. Não podia ser qualquer um, tinha que ter um currículo justo para tal, óbvio.
Diante dos últimos fatos ocorridos neste país Brasil, que adotei como minha terra, a escolha foi feita: O Ministro da Defesa, Waldir Pires.
O Ministro da Defesa, Waldir Pires, discorda da existência de um "ponto cego" nos radares do Cindacta: "As informações que a aeronáutica me passa são consistentes e toda a parte operacional faz parte da disciplina da Aeronáutica". No fantástico controladores de vóo, que pegam na massa de verdade, sem se identificar, afirmam a existência do "ponto cego".
Para quem não é da minha época, ou seja, anterior a criação, pode desconhecer o fato que o exército, em hierarquia semelhante à de hoje, foi invenção dos romanos. Não me lembro de nenhum soldado romano falando: "Acho que não devemos jogar estes cristãos às feras", "Acho que esse tal de Jesus é inocente", isso pelo motivo óbvio de que os que falassem compartilhariam dos mesmos destinos dos condenados.
- Sr. Waldir Pires, a disciplina da Aeronáutica, filha mais nova do Exército, e a disciplina da ditadura militar são a mesma: Bico calado é o melhor para vocês.
Inquirido a respeito da entrevista no Fantástico, Waldir Pires disse que nada viu, pois estava assistindo um show de Bethània. É ele. Achei. É o meu Tomé.
Tiago: Tomé, Jesus ressuscitou.
Tomé: Como assim, ele morreu?
Tiago: Claro! Não ficou sabendo? Onde você estava?
Tomé: Estava num show de gladiadores no Coliseu.
Jesus: Tomé, se não acreditas, venha cá e coloque o dedo na minha chaga.
Tomé: Péééra lá! Uma chaga não quer dizer que tenha morrido.
Jesus: Que história é essa Tomé?
Tomé: "Que história é essa" eu pergunto. Só acredito vendo outra crucificação.
Jesus: O que?
Tomé: E sem enrolação pro meu lado, ou tem outra crucificação ou não acredito em nada. "Ressuscitou"... tá bom mesmo.
Waldir Pires, meu Tomé 2.0.


Continua... em www.deusdiario.zip.net
Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 0Exibido 392 vezesFale com o autor