Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62472 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10468)
Erótico (13578)
Frases (50857)
Humor (20082)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140896)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Garruchada virtual -- 05/08/2015 - 11:15 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Clique com o dedo direito no meu nome,

a seguir, e escolha "abrir em nova janela" para ouvir essa música de minha

lavra e parceria com Eduardo Toledo. Minha gaita Honner dá o tchã,

enquanto a voz dele se evidencia.

===>>>Elpidio Toledo




texto

Garruchada virtual

Convidei os mais chegados

pra um almoço suntuoso,

os valores, se partilhados,

não são nada custoso.



Negou fogo meu convite,

pois o valor da partilha

tirou de todos o apetite,

nem salsa, nem parrilha.



Esta foi uma prova cabal,

o sensor só é solidário

durante câncer terminal,

é apegado ao numerário.



Dispensei o tal bufê

Dentro do prazo fixado.

Agora, festejar pra quê,

se fiquei desamparado.



Foice no tempo da boca livre,

no parabéns mal cantado

com loiras, pingas e gengibre,

todo mundo embriagado.



E não haverá plano b,

com cartelas individuais,

vou ficar bem à mercê

doutros convívios banais.



Auto perdão pela boa intenção

eu decreto de uma só vez,

continuo na tradicional reunião

em boteco, uma por mês.



































Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui