Usina de Letras
Usina de Letras
60 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60371 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9717)

Erótico (13520)

Frases (48260)

Humor (19555)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139379)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Infanto_Juvenil-->A ÁGUIA -- 28/09/2004 - 21:12 (Adriano Siqueira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A ÁGUIA

Lucilia era uma menina orfã e gostava muito de ficar na casa de um pintor chamado Lantis!
Ele era um pintor de quadros magnificos e só pintava animais. Suas pinturas eram täo perfeitas que pareciam vivas.

Esta menina gostava de vë-lo pintar e ficava sentada em uma cadeira olhando, curiosa... Até dizer, com certeza, que bicho ele estava fazendo.

Ele olhou para a menina e disse, bem baixinho:

— Esse vai ser meu último quadro... vai ser o melhor de todos!

Os olhos da menina ficaram arregalados:

— Como? — disse ela — O Senhor näo pode me abandonar... Seus desenhos säo os melhores do mundo!

— Näo há outro jeito... preciso partir.

E, pela primeira vez, ele näo a deixou ver qual o desenho que estava fazendo. Cobriu o quadro, chegou perto dela e disse:

— Amanhä vocë virá aqui e pegará o quadro, porque vou fazë-lo para vocë! Mas vocë näo me encontrara aqui...

Deu-lhe um grande abraço e ela foi embora chorando.

No dia seguinte, alguns padres entraram na casa daquele senhor...

Revistaram tudo mas näo acharam sinal daquele velho. Apenas o quadro, coberto por um pano, endereçado àquela menina.

— Aquele bruxo de nome Lantis sumiu, e ainda caçoou da gente fazendo sua última obra de arte! Queime essa droga!

A menina chegou e correu para o quadro:

— Näo, padre, por favor! Ele deu esse quadro para mim!

— Entäo leve-o daqui antes que eu lhe dê umas palmadas!

Fazendo exatamente o que o padre havia lhe pedido, ela saiu correndo daquele lugar levando consigo o quadro que era täo misterioso.

No meio do caminho, com a curiosidade tomando conta de sua vontade,

ela começou a rasgar o papel que embrulhava o quadro... era uma águia!

Uma linda, perfeita e brilhante águia... os olhos do pássaro brilhavam de tal maneira que assustou a menina, deixando o quadro cair no chäo...

Aos poucos, a águia ia saindo como se fosse de um ovo para o nascimento.

— Lantis? Lantis, é você? — perguntava, em prantos, a garota...

— Sim! — respondeu-lhe a águia — Estas serão minhas últimas palavras, Lucilia... Eu te amo! E nunca me esquecerei de você!

Entao olhando para o ceu azul a águia partiu!

Autor: Adriano Siqueira

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui