Usina de Letras
Usina de Letras
44 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Traficante gay mata parceiro por causa de doença venérea -- 28/03/2007 - 08:58 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Traficante gay mata parceiro por causa de doença venérea

Envolvidos na criminalidade, mais um homossexual é assassinado por um de seus parceiros. Será que novamente os militantes gays vão dar um jeitinho de dizer que o crime foi por "homofobia", para fazer mais um pouco de chantagem emocional e política?


Edição 21,492 » Polícia
Jovem homossexual transmite dst ao parceiro e é assassinado

Data de Publicação: 16 de março de 2007

Menino de 12 anos morre durante a passeata de protesto

Moradores da cidade de Penalva ficaram emocionalmente chocados, na noite do último domingo (11), com o bárbaro assassinato do adolescente Fransílvio Gomes Diniz, 17 anos, que foi torturado e morto a golpes de facão e degolado pelo traficante Rosinaldo Corrêa Coelho, 18 anos, vulgo Naldinho. O acusado contou com a ajuda de dois comparsas (Nartone e Edinho) para praticar o crime, ocorrido por volta das 19h30. Ontem, durante uma passeata organizada para pedir justiça, um estudante de 12 anos passou mal e acabou morrendo quando era socorrido.

Vítima seria homossexual e teria transmitido DST - Logo depois do crime foi iniciado um trabalho de investigação coordenado pelo cabo PM Póvoas, comandante do DPM local. O militar contou com apoio do soldado Anselmo, do agente de polícia Paulo e com a colaboração de guardas municipais, o que resultou na prisão de Naldinho e Nartone, enquanto Edinho permanece foragido. Segundo o cabo PM Póvoas, o acusado foi preso no povoado Tororoma, distante cerca de 40 km de Penalva, para onde havia fugido em companhia de sua mulher.

Ao ser conduzido para a delegacia e apresentado ao delegado, Naldinho confessou a autoria do crime e disse que matou para se vingar da vítima, porque esta havia lhe contagiado com uma doença sexualmente transmissível. "Quando descobri a doença fiquei revoltado, porque nós mantínhamos um relacionamento legal e nos encontrávamos quase todos os dias", revelou. Ele disse que a partir daquele dia passou a planejar a morte do "amante" e pediu ajuda aos dois amigos, a quem pagou com "uma parada de maconha". No momento da prisão, ele portava alguns cartuchos da droga e ainda afirmou, como se estivesse se justificando: "eu vendo maconha para me sustentar, pois não tenho emprego, mas vivo com uma mulher". O inquérito instaurado pelo delegado, para apurar as causas e circunstàncias do crime está em fase de conclusão e será encaminhado à justiça, no prazo legal, disse o cabo Povoas.

Fonte: Jornal Pequeno - São Luís, Maranhão

http://www.jornalpequeno.com.br/2007/3/16/Pagina52553.htm
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui