Usina de Letras
Usina de Letras
67 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59807 )

Cartas ( 21263)

Contos (13364)

Cordel (10327)

Cronicas (22226)

Discursos (3173)

Ensaios - (9574)

Erótico (13486)

Frases (47456)

Humor (19436)

Infantil (4673)

Infanto Juvenil (4003)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138972)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5699)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Fuga -- 02/04/2017 - 09:25 (Antônio Rodrigues de Carvalho Neto) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Fuga







Fugi...

Fugi da vida vivida numa redoma escura,

Fugi de mim mesmo e da minha brandura,

Da rotina triste, medíocre... comezinha,

Dos valores prescritos pela sociedade mesquinha.



Fugi...

Dos sabores e cores estabelecidos pelos preceitos soberanos,

Da certeza que me levou à mesmice, tantos anos,

Dos desejos ineptos que perduram ao vento.

Da tintura, escura... das flores envernizadas pelo tempo.



Hoje...

Sou o delírio das noites enluaradas,

A paixão cega pelas cores da madrugada,

O sabor dos beijos lascivos da mulher amada,

A loucura intrépida da pessoa errada.



Hoje...

Sou o barco à deriva nos portos distantes,

O segredo mais seguro dos marinheiros errantes,

O calor da paixão intensa... mais gritante,

Sou enredo, sina... perversão de amante.








CONTEXTO



Dedico esse texto a todos que têm a ousadia e coragem de se reinventar na vida.



A imagem que emoldura e atribui mais vida ao poema foi baixada do "PIXABAY"


Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui