Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Governo petista: estímulo à luta de classes -- 16/04/2007 - 11:30 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
DESORDEM, AGITAÇÃO E ESTíMULO À LUTA DE CLASSES

por Aluízio Amorim

Blog do Diego Casagrande - 13.04, 13h40

Se mais de 60 por cento dos brasileiros apóiam o governo de Lula e seus sequazes, não tem cabimento a onda de protestos e invasões da propriedade privada que vem sendo articulada pelos denominados "movimentos sociais". Afinal, não estão apoiando o governo? Não está bom? Ou estão apoiando justamente por essa incrível liberalidade que garante a instalação da desordem e da violência impune?

Trata-se, evidentemente, da execução do plano petista de criar uma situação de caos. Um bando de agitadores financiados pelo governo açula as massas estimulando-as a invadir propriedades urbanas.

Há injustiça social? Há sim. Aqui no Brasil e em qualquer lugar do mundo. Ocorre que esse problema jamais será equacionado com ações que levam à desordem, à violência e à intimidação.

A diminuição das desigualdades sociais só acontecerá no dia em que o Brasil crescer economicamente. Não existe nenhuma fórmula milagrosa capaz de mitigar as injustiças sociais que não seja através do desenvolvimento. E isto o Brasil não está vendo acontecer, enquanto todas as nações emergentes registram taxas de avanço apreciáveis exibindo recordes históricos de crescimento em função da tranquilidade da economia internacional.

Menos o Brasil. Vamos para o quinto ano do governo petista e nada acontece. Até agora não houve uma obra de infra-estrutura digna de nota. O crescimento da economia é pífio. A única coisa que cresce no Brasil são os bancos, de um lado e, de outro, episódios de corrupção, desordem, apagões aéreos, sanguessugas, dossiê fajuto, mensalão, dólar na cueca e violência numa proporção alarmante.

Com esse ambiente jamais será possível diminuir as desigualdades. E não será turbinando a desordem e insuflando as pessoas pobres contra o direito de propriedade consagrado na Constituição; espalhando a confusão, o terror e a insegurança que se vai encontrar o caminho adequado para a solução dos graves problemas que afetam a Nação.

O governo tem o dever constitucional de restabelecer a ordem e o respeito à lei e à segurança jurídica. Trata-se de uma insanidade insuflar a luta de classes e culpar a classe média pelo descalabro da gestão do Estado.

Se Lula e seus sequazes desejam resolver o problema fundiário e prover os "sem teto" que vão bater na porta dos banqueiros e dos mega empresários que os apoiaram nas últimas eleições. Ou pensam que as pessoas conscientes, honestas e trabalhadoras que compõe a combalida classe média não sabem das reuniões que a verdadeira elite manteve com Lula no período eleitoral?

Lula e seu governo, mais as elites compostas pelos grandes empresários e banqueiros, são irresponsáveis. Sobretudo quando estimulam ou toleram a guerrilha urbana e rural; ou ainda permitem o motim de controladores de vóo e atribuem à classe média a responsabilidade por esse turbilhão de insanidades!

Pensem bem sobre tudo o que está acontecendo dia após dia, sem que haja uma autoridade sequer, um deputado ou um senador que se levante em defesa do país, vilipendiado de forma vil e debochada.

A verdadeira elite, os endinheirados, estão em suas casamatas, com seus exércitos particulares, com seus aviões e pouco estão se lixando para a população submetida diariamente ao terror do banditismo e, agora, à intranquilidade promovida pelos tais movimentos sociais, os aparelhos de agitação do PT e, por extensão, do próprio governo.

http://oquepensaaluizio.zip.net



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui