Usina de Letras
Usina de Letras
59 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59664 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47209)

Humor (19420)

Infantil (4622)

Infanto Juvenil (3938)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138770)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Contos-->Em Brasília -- 01/05/2014 - 10:56 (ANA SUELY PINHO LOPES) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Mudança para Brasília
A era Collor provocou muitas mudanças em nossas vidas; demissão, confisco de dinheiro, distanciamento cada vez maior da família. O marido trabalhava num interior bem distante lá nos rincões do Ceará e o Banco do Brasil foi obrigado a fechar agências e uma delas foi a que ele trabalhava Solonópole, existe sim! Acredite grotão do Ceará.
Ainda bem que os funcionários tinham acesso a uma imensa lista e podiam escolher cidades para irem, caso não, a opção era pedir o desligamento. Chegou a nossa vez! Estresse passava pela cabeça do marido de pedir as contas, mas, as três meninas crianças, eu com um emprego já de volta e que podia ser transferido, ouvimos o conselho de um grande sábio, Dr. Elson, título não apenas por ser médico, mas, por tratar-se de uma pessoa muito boa, sábia e competente que nos sugeriu a transferência para Brasília, por ser a capital do país, e me dava a possibilidade de transferir o emprego e tínhamos parentes.
Assim, fizemos, viemos morar em Brasília, mesmo contra a vontade de muita gente, pois as referências eram as piores possíveis; ouvimos, analisamos friamente e optamos pelo sim.
O Banco do Brasil foi nosso grande pai e continua sendo até os dias de hoje, nos deu todo o apoio, ele é muito família e diria que os resultados foram surpreendentes, foi uma das atitudes melhores de nossa vida conjugal. Foi bom para toda a família, em termos de moradia, de estudo e de progresso profissional. Brasília nos recebeu de braços abertos e a amo e agradeço pela receptividade.
Abriram-se as portas para universidades, bons estudos, e depois uma cassação de anistia do meu emprego, mas que, se abriram outras portas provocando mudanças que nos levaram sempre para frente.
Desenvolvi meu dom de escrever poesias, a saudade, junto à experiência, as inovações, a informação cada vez mais em evidência, a tecnologia, o contato com o mundo literário, publiquei dois livros, conheci muita gente legal, Frei Beto prefaciador do primeiro, Thiago de Melo e outros escritores famosos, participei de muitos lançamentos de livros, programas literários, Congressos nacionais e internacionais, leituras, contatos com intelectuais e oportunidades mil em torno de tudo que gosto de fazer. Tivemos ótimas oportunidades que acredito que a vida oferece a todos; a conquista depende de cada um!
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui