Usina de Letras
Usina de Letras
27 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62386 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22545)

Discursos (3240)

Ensaios - (10442)

Erótico (13578)

Frases (50774)

Humor (20067)

Infantil (5484)

Infanto Juvenil (4802)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140863)

Redação (3319)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6231)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->O autor é seu próprio revisor -- 22/12/2005 - 19:57 (Nicola Aliberti) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Na época dos livros, quando um autor ou revisor dava uma mancada na transcrição das palavra ao texto, depois da revisão, só uma outra edição-impressão resolveria o problema. Às vezes, quando o escritor trocava suas figurinhas com seus leitores - Lobato e as crianças - , ou com seus parceiros - Mário de Andrade com Manoel Bandeira -, podia-se esclarecer dúvidas, apontar defeitos de edição, criticar e debater. Sim, havia um intercàmbio entre escritor e leitor, com a ajuda benfazeja da imprensa também. As coisas dependiam dos antigos correios, bem mais lentos que o envio de informação atual. Montanhas de livros se perdiam por defeitos pequenos. Os autores se submetiam ao revisor-editor com muito sacrifício, mas com muita gratidão também, afinal, é sempre bom agradecer aqueles que limpam nossas cagadas.
Com o texto midiático as coisas mudaram de figura, no entanto. O escriptor novo tem condições de confrontar-se com seu leitor quase que instantaneamente. Melhor, quando faz a releitura do texto publicado no site, pode corrigir eventuais erros e receber críticas ou sugestões via correio eletrónico. Tal facilidade, tenho certeza, encantaria qualquer modernista.Tomemos este exemplo simples . Publiquei o texto Paraísos da net e, como um tolo, na primeira palavra, escrevo LIMINESCÊNCIAS ao contrário de luminescências. Eis que releio o texto e encontro o erro. Está feita a revisão.Posso receber um corretivo via mail, também. O escriptor novo é interativo. Se estivessem vivos, Oswald, Mário, Manoel, Drummond,todos eles, como faz Millór, teriam seu blog-página, pois amavam a escrita. Por isso, VIVA A NOVA ESCRIPTA.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 4Exibido 419 vezesFale com o autor