Usina de Letras
Usina de Letras
263 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62152 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Intolerància negra no Brasil -- 21/05/2007 - 09:43 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
"O debate em torno da Lei de Cotas e do Estatuto da Igualdade Racial tem provocado manifestações destemperadas de integrantes do movimento negro. A simples notícia do lançamento de um livro sobre o tema, Divisões Perigosas: Políticas Raciais no Brasil Contemporàneo , publicado pela editora Civilização Brasileira, fez com que seus organizadores começassem a sofrer ameaças. A obra tem 34 artigos que, no conjunto, questionam a racialização em curso no país. Atacam principalmente a idéia de que o preconceito racial é que define as desigualdades sociais.

Imediatamente surgiram, na internet, textos que falam em guerra, sugerem ações organizadas no dia do lanpçamento do livro e chamam de escravos dois dos autores, que são negros e militantes do movimento, mas têm opinião própria. Eu estou com medo , diz a antropóloga da UFRJ Yvonne Maggie, que está entre os organizadores.

(...) Em uma reportagem sobre o tema no jornal O Estado de S. Paulo, na semana passada, o antropólogo Júlio César de Tavares, militante do movimento negro, pregou a violência física. Chega um momento em que o diálogo se esgota , disse. Acho que o racista na rua tem de apanhar .

Frases assim são ainda mais assustadoras quando encontram respaldo no governo. Em março deste ano, a ministra Matilde Ribeiro, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, puxou o coro da intolerência em entrevista à BBC: Não é racismo quando um negro se insurge contra um branco , disse. Com manifestações desse tipo e ameaças cifradas, quem perde são todos os brasileiros. Sem distinção de cor".


Marcelo Bortoloti, in "Intolerància", revista Veja, 23/5/2007, pg. 67.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui