Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Futuro preocupante do Brasil -- 29/05/2007 - 15:41 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
FUTURO PREOCUPANTE DO BRASIL

José R. Freitas - Capitão Reformado do EB

Vejo com preocupação o futuro de nosso País. Depois da chamada "redemocratização", e lá se vão mais de vinte anos, diversas tendências políticas já passaram pelo governo onde tivemos até "impechment" de presidente.

As chamadas esquerdas viram nessa "redemocratização" a oportunidade de chegarem ao poder pelo voto, já que pela luta armada não obtiveram êxito em suas várias tentativas, sendo obstaculizadas pelas Forças Armadas com o apoio do povo.

Com a chegada ao poder do socialismo de FHC iniciou-se uma política revanchista contra os militares visando a afastá-los das decisões nacionais. Para isso foi criado o Ministério da Defesa, sob a chefia de um civil, e retirado o status de ministro dos chefes militares. De lá para cá foram nomeados para o Ministério da Defesa diversos ministros, todos civis e, por mais que fossem capazes em outras áreas, de militarismo não entendem nada, não distinguem um coturno de uma boina ! Aí começou o sucateamento das Forças Armadas, relegadas a segundo plano ainda no primeiro governo FHC.

Com o advento do Partido dos Trabalhadores (PT) no governo, uma linha mais radical à esquerda, a situação das Forças Armadas no contexto nacional só veio a piorar. Corte de verbas, sucateamento, salários baixos e constantes provocações da mídia comprometida tentam desmoralizar os militares perante a opinião pública, enquanto estes permanecem em seus quartéis trabalhando e treinando, mesmo com parcos recursos, em silêncio, calados mas não mortos, a cumprirem sua missão constitucional.

Enquanto isso, movimentos ditos populares encabeçados por ultra radicais de esquerda orientados por doutrinas cubanas, chinesas e outras retrógadas, invadem terras e órgãos públicos, saqueiam, destroem, bloqueiam estradas, sequestram, matam animais e pessoas e ainda recebem subsídios governamentais, além de não serem punidos pela justiça. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e suas congêneres, por exemplo, há anos vem formando militantes em suas próprias escolas sob a égide marxista-cubana. São meninos de ontem e de hoje, jovens de amanhã sendo doutrinados e treinados para a luta de classes visando a tomada do poder para a criação de uma ditadura do proletariado. Por enquanto, falo sem certeza, o MST ainda , não dispõe de aparato bélico para um enfrentamento mais radical mas, enquanto isso, pratica exercícios de longas marchas, de apoio logístico, de disciplina, de deslocamentos rápidos, de invasões e de enfrentamentos contra policiais.

O perigo está em nossas portas!

O venezuelano Hugo Chaves, adepto das idéias do ditador Fidel Castro, já citou na imprensa que "apóia o MST brasileiro e que, para ele, João Pedro Stédile, o radical líder do movimento, seria o candidato ideal à sucessão do atual presidente". Por aí se vê o perigo que o país corre de, em breve ou médio prazo, se envolver num banho de sangue entre irmãos. O venezuelano tem dinheiro para financiar suas idéias em outros países por meio de seus petrodólares e vem adotando uma política armamentista no Cone Sul, adquirindo material bélico sofisticado e criando fábricas de armamentos em seu país.

É tudo que o MST precisa. Treinamentos o movimento já os faz há anos, bem como aumento de seu efetivo de militantes à custa de inocentes úteis. Armamento necessário certamente Hugo Chaves fornecerá em época oportuna e então o Brasil terá grandes dificuldades de sair dessa e haverá muito sangue derramado no solo nacional.

Eis uma das razões pelo qual as Forças Armadas estão relegadas a segundo plano ! Eis o por quê do sucateamento ! É para não ter condições de repelir ações de radicais esquerdistas, é para não impedir a tentativa de tomada do poder mais uma vez, é para evitar que as Forças Armadas tenham condições de defender seu povo de um comunismo que não morreu, que resurge das cinzas !

Mas, lutaremos até o fim, até o último soldado, abraçado com o povo! BRASIL ACIMA DE TUDO!





Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui