Usina de Letras
Usina de Letras
70 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60362 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19550)

Infantil (4828)

Infanto Juvenil (4178)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139358)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Vazio -- 21/09/2020 - 15:01 (Anelê Volpe) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Vazio

 

Tanto a dizer, e esse vazio de palavras

A folha em branco a minha frente

Temor do que pode emergir

Irrelevante, não interessa a ninguém

Serve para nada além de escancarar o nada

 

Vazio impreenchível, de tão largo

Cheio de tudo, cheio de nada

Cheio de vazios de toda a vida

Vazio que promete o que está por vir

Vazio cheio de esperanças

 

Folha em branco tudo pode, nada é proibido

Palavras esvaziadas de sentido, de propósito

Preenchimento que aumenta o vazio

É preciso antes dar sentido ao vazio

Para ele reverberar, do nada, o tudo

 

 

 

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 0Exibido 156 vezesFale com o autor