Usina de Letras
Usina de Letras
47 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Cidadania: mais um íncubo ideológico -- 14/08/2007 - 15:57 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Cidadania: mais um íncubo ideológico

Félix Maier

Depois que a pegajosa palavrinha "social" grudou em quase tudo ("justiça social",
"responsabilidade social" etc.), agora virou moda acrescentar a palavra "cidadania" a tudo que expressão que anda por aí. Os municípios não perderam tempo, nem os Estados, e agora gasta-se mais alguns reais do diminuto orçamento para acrescentar a palavra "Cidadania" à placa do vistoso prédio: "Secretaria de Segurança Pública e Cidadania".

Ora, "cidadania" engloba tudo, assim como "social" - pelo menos no que se refere ao relacionamento entre as pessoas, ou de pessoas com entidades e com o governo. Por englobar tudo, essas palavras tiradas da sacola do modo "politicamente correto", digo "besta" de dizer as coisas, não traduzem nada, porque ninguém consegue empreender ou discorrer sobre algo que comporte tudo o que existe.

Essas duas "palavrinhas de pau" não passam de mais um íncubo ideológico para perturbar as nossas cabeças já tão perturbadas nesses tempos de doutrinação esquerdóide.

O que é, afinal, cidadania?

Leninho se dirige ao professor Marxinho e pergunta:

- Mijar é um ato de cidadania?

- É, meu kamaradinha, desde que você levante a tampa do vaso - responde Marxinho.


Obs.: A expressão "íncubo ideológico", tomei emprestado do embaixador e pensador José Osvaldo de Meira Penna, o "Barão de Castália". íncubo, segundo o dicionário, refere-se a uma antiga superstição, em que o demónio masculino abusava das mulheres durante o sono, fato a que se atribuíam os pesadelos. Súcubo é a versão feminina para o demónio (F. Maier).



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui