Usina de Letras
Usina de Letras
202 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62152 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50554)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140785)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6176)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Mi Buenos Aires querido! -- 16/08/2007 - 08:52 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
MI BUENOS AIRES QUERIDO

LÚCIA HIPPÓLITO

10/08/2007

Enquanto isso, num grande país ao sul do rio da Prata, a bruxa ronda o casal imperial, oops, presidencial Néstor e Cristina Kirchner - ela, candidata favorita à sucessão do marido, em outubro próximo.

Uma enxurrada de escàndalos envolvendo ministros e assessores do presidente põe em xeque a disposição de Néstor Kirchner de afastar e punir os suspeitos.

Claro que o presidente argentino declarou que a descoberta dos escàndalos é resultado do trabalho de controle e fiscalização de seu governo.

Nas palavras do presidente Kirchner, "pela primeira vez, na história da Argentina, se combate a sério a corrupção".

Vamos aos escàndalos.

A ministra da Economia, Felisa Miceli, foi demitida depois que apareceu no banheiro do seu gabinete uma mala com 100 mil pesos e US$ 31 mil em dinheiro. Ela declarou que o dinheiro serviria para comprar um imóvel, mas não conseguiu comprovar a origem dos recursos.

A ministra da Defesa, Nilda Garré, foi indiciada por contrabando de material bélico subfaturado.

A secretária de Meio Ambiente, Romina Picolotti, teria contratado irregularmente cerca de 300 funcionários, entre eles seu irmão.

(Como tem mulher envolvida em falcatruas, meu Deus!)

O poderoso ministro do Planejamento, Júlio Miguel De Vido, está no centro de um escàndalo cabeludo, envolvendo a construtora sueca Skanska, que admitiu ter pagado propina no valor de 13 milhões de pesos para vencer uma licitação para a construção de um gasoduto. Dois funcionários do Ministério do Planejamento, cujo envolvimento já ficou comprovado, foram demitidos.

Finalmente, o escàndalo mais recente. O presidente do Ente Regulador de Pistas (a ANTT argentina, agência reguladora das estradas), Claudio Uberti, deu carona em um avião ao venezuelano Guido Antonini Wilson, que entrou no país com uma mala contendo US$ 790 mil.

Suspeita-se que sejam "recursos não contabilizados" para ajudar na campanha da primeira-dama à presidência da República.

Uberti e De Vido foram importantes arrecadadores de campanha de Kirchner. A oposição suspeita que os dois estejam fazendo o mesmo papel na campanha de Cristina Kirchner.

>>>>>Como diz o coleguinha Ancelmo Gois, deve ser horrível viver num país onde o presidente da República é cercado por tantas malas de dinheiro e tanta gente mal intencionada.<<<<<<


Obs.: Texto extraído de www.reservaer.com.br (F.M.).


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui