Usina de Letras
Usina de Letras
65 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60277 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10353)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9686)

Erótico (13520)

Frases (48075)

Humor (19491)

Infantil (4785)

Infanto Juvenil (4140)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139175)

Redação (3099)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5772)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A DOR...que aguente -- 10/05/2022 - 02:50 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

A DOR... que AGUENTE



 



Há noites em que não dá



para suportar as asas



então aparecem as garras



muito mais tácitas.



 



Assim sobrevive-se.



 



A dor,que espere.



 



Que não encha, porque não deve.



Não deve se espalhar pelas vísceras



fazendo de conta que conhece o caminho.



A dor? Que aguente.



 



Depois que a boca mastigue a pena



principalmente



a de si mesmo,



o mal humor recupere o controle



quebre a lâmpada no chão



esbarre na quina da mesa



e faça sair o sangue



 



então que a dor se manifeste.



 



E com ela agarrada à garanta



o corpo vai virando gigante



as coisas;



idiotices passageiras



a metamorfose acontece



e você precisa, quase de novo



( parecido com finalmente)



olhar no espelho



e conhecer o rosto



do belo monstro renascente



-------------------------------------------------------------------------------<>-------------------------------------------------


Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 2Exibido 53 vezesFale com o autor