Usina de Letras
Usina de Letras
35 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61986 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10446)

Cronicas (22533)

Discursos (3236)

Ensaios - (10271)

Erótico (13561)

Frases (50407)

Humor (20004)

Infantil (5396)

Infanto Juvenil (4728)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140727)

Redação (3291)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1957)

Textos Religiosos/Sermões (6147)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->O soneto -- 26/05/2023 - 15:33 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

 

 

O soneto

 

 Félix Maier

 

Forma poética, sublime e bela,
Que encerra em si a magia da escrita,
Encanto na calmaria e na procela,
Com metro e rima, poesia infinita.

Quatro estrofes, forma tão definida,
Decassílabos que fluem em harmonia,
Em cada palavra um convite à vida,
Em cada verso a alma se extasia.

Rimas dançam, a história é contada,
No quarteto o cenário se desfia,
Com vagar uma trama é desvelada.

No terceto o desfecho vai raiar
A síntese da dor ou da alegria,
Em verso doce a lira vai sonar.

 

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui