Usina de Letras
Usina de Letras
40 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Forças Armadas: Hoje e Sempre! -- 17/09/2007 - 10:27 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
16/09 - FORÇAS ARMADAS: HOJE E SEMPRE

Matéria publicada, hoje, 16/09/2007, no site www.averdadesufocada.com

Por Antonio Augusto Castello Costa

Nenhuma outra instituição, ao longo da história brasileira, foi tão firme e constante no cumprimento de suas finalidades e na formação da unidade nacional quanto as Forças Armadas. De todas, tem sido a mais discreta e inteiramente voltada aos seus deveres. Nem os extremos ideológicos, nem os mais radicais adversários da Revolução de 64 têm encontrado motivos para criticar o comportamento das três armas nesta quadra da vida nacional.

Com recursos escassos, soldos baixos e exigências cada vez maiores cumprem os seus deveres. São o exemplo maior de respeito a Lei e reverência a nossa Constituição. O povo sabe, vê e reconhece nos militares a garantia da mão honrada e forte em que pode confiar.

O livreto organizado por uma assessoria presidencial não se sustenta nem pelo conteúdo nem pela malícia das intenções. É uma publicação irresponsável.

O lamentável é ter sido promovida e lançada numa obtusa solenidade. Discursos inflamados, proclamações surradas eram de se esperar dos protagonistas da "festinha". Menos de um: do Ministro da Defesa.

Há famas que se alastram a toa. Pouco as justifica. O "conto do saber, da inteligência e da cultura" vem enganado largas fatias da opinião pública. Apenas a pose e a arrogància do suposto sábio revelam que o próprio se tem em alta conta.

Daí a perder o senso e a noção de suas responsabilidades vai uma enorme distància.

Seria recomendável que Ministros de certas áreas, como a da Defesa, por exemplo, antes meditassem sobre a honra e a oportunidade ímpar de colocar-se a serviço da Pátria e do seu povo. O titular da Defesa tem sob o seu comando tradição, história, homens e mulheres com a vocação, o treinamento e as habilidades inteiramente voltados para essa missão.

De qualquer modo, bons ou não, os ministros passam, mas a missão do Exército, da Marinha e da Aeronáutica é perene. Elas são a garantia efetiva da nossa soberania e da integridade de valores que a justificam ontem, hoje e para o futuro que todos almejamos.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui