Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->A vida é como conta de banco -- 04/10/2007 - 08:26 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Oi Gente,

Uma senhora tem 92 anos de idade, franzina, bóa compostura e altiva. Ela está toda vestida como sempre acontece cada manhã lá pelas 8.00 horas, com o cabelo penteado de acordo com a última moda e a maquilagem perfeitamente aplicada apezar dela agora ser parcialmente céga. Hoje ela está sendo mudada para um Asilo porque o marido dela por 70 anos falecêra recentemente e tornou esta mudança necessária. Depois de muitas horas esperando pacientemente no foyer do Asilo ela sorriu com prazer quando lhe disseram que o quarto dela estava pronto. Enquanto ela manobrava a armação de rodas para andar, o enfermeiro começou a descrever o quarto mas ela o interrompeu dizendo, (com o entusiasmo de uma garota de 8 anos que havia ganhado um cachorrinho. . .), que adorava o quarto. E o enfermeiro disse:" Mas a senhora ainda não viu o quarto! E aí ela falou estas palavras com suma doçura e ar feliz:

"Isto não tem importancia! Felicidade é uma coisa que a gente decide em primeiro lugar. Gostar ou não do quarto é independente de como a mobília foi arranjada. Eu já decidí que eu vou adorar meu quarto. Isso é uma decisão que tomo assim que acordo cada dia. Eu tenho uma escolha a fazer: Eu posso passar o dia na cama revivendo todas as dificuldades que tenho com todas as partes do meu corpo que não funcionam mais ou sair da cama e agradecer pelas partes que ainda funcionam. Cada dia é um presente para mim e desde que meus olhos ainda abrem eu me concentro no novo dia e todos os dias maravilhosos que tive até então e que estão guardados com grande carinho em meu coração, exatamente para ocasiões como esta da minha Vida.

A Vida é como uma Conta de Banco: A gente só pode sacar do património que a gente acumulou um dia atrás do outro!

Com Muito Carinho,

Eloy Franco (dos EUA)



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui