Usina de Letras
Usina de Letras
38 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Sim ou não? -- 04/10/2007 - 08:44 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Sim ou não?

Eugênio José Alati

A maior prova de que a nossa estrutura política/jurídica se tornou ilegítima, é o vácuo que se estabeleceu entre as atuais instituições e o cidadão comum! Vide o papel de todo o Senado: situação porque conivente, oposição porque incompetente!

É que em nosso País após as eleições, sempre se instala um vazio a não ser para a clientela do político eleito que será acomodada no usufruto da rapinagem: vide os nomeados para órgãos públicos que se submetem sem pudor no atendimento de interesses os mais escusos como os do mensalão, dos sanguessugas, do dossiê, no valerioduto do PT e do PSDB!

Vivemos ainda sob senhores feudais, os donos dos partidos e seus lacaios: vide Renan e seus sabujos Leomar Quintanilha, Almeida Lima, Mercadante e o Senador biónico W. Salgado!

Deixaram de existir neste arcabouço malcheiroso quaisquer vínculos que integrem ou façam o cidadão comum participar ativa e concretamente na gestão da coisa pública: a quem o cidadão pode reclamar?! Os mais desfavorecidos então, vivem miseravelmente fora das muralhas: vide as crianças pedintes nos semáforos, famílias peregrinando de acampamentos em acampamentos, milhares de favelados em campos de exclusão ou abrigados sob viadutos nas marginais!

Será que retornamos a uma Idade Média quando vemos cidadãos dormindo nas portas do INSS, entulhados nos corredores dos hospitais, crianças arrastadas por bandidos, balas perdidas matando inocentes, repúblicas de traficantes subornando policiais?

Isto é o que resta do nosso País, esta é a terra em que vivemos, que nos legaram as atuais classes políticas, as anteriores, anteriores e anteriores, numa sequência recorrente de improbidades!

Mas estes fatos condenam a todos nós: pois num País em que uma grande parcela da população é privada de sua cidadania e de sua dignidade, o restante da população não pode se considerar cidadã ou com dignidade!

Atenciosamente.

Eugênio José Alati

Em tempo: sim ou não?



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui