Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
154 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59109 )

Cartas ( 21236)

Contos (13108)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46496)

Humor (19274)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138219)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5519)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->19.03.2020 - Diário da Pandemia1 -- 14/04/2020 - 13:34 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Diário da Pandemia

 

Dezenove de março

Dia do Senhor São José

Estou trancado em casa

Donde não tiro meu pé

Não indo nem na esquina

Buscar uma vitamina

Ou mesmo beber café

 

Da vida como ela é

Ninguém pode fugir

E para me adaptar

E nesta vida seguir

Tenho que respeitar

A Lei mais elementar

Que é de casa não sair

 

Quieto ficando aqui

Espero estar protegendo

O nosso querido Brasil

Que hoje está sofrendo

Com esta tal pandemia

Que tanto causa agonia

Até tem gente morrendo

 

Como todos estão vendo

O estrago pode ser feio

E quem é mais vulnerável

Em todo e qualquer meio

Já tem mais de sessenta

E por isso não aguenta

Qualquer grande aperreio

 

Quando chegar o Correio

Para uma carta entregar

Vou pedir pra por favor

Por baixo da porta passar

Se precisar eu assino

Sei não sou mais menino

Não quero me arriscar

 

Sei que isso vai passar

Pois passa o bom e o ruim

E se Deus me ajudar

Cuidando também mim

Quero pro Banco voltar

Para poder trabalhar

A vida foi sempre assim.

 

Tarciso Coelho, Crato (CE), 19.03.2020.

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 6Exibido 56 vezesFale com o autor