Usina de Letras
Usina de Letras
9 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5420)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140789)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->O silêncio dos bons -- 08/09/2008 - 08:55 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O silêncio dos bons

Autoria desconhecida

Por que a Marta Suplicy está na frente das pesquisas para prefeitura? Quando prefeita aumentou diversos tributos, fechou um contrato bilionário para terceirizar o recolhimento e tratamento do lixo da cidade (detalhe: se a promotoria não tivesse agido, a cidade estaria quebrada, sem escola, postos de saúde ou qq outro serviço oferecido pelo municipio).

Quando ministra, além de não administrar bem sua pasta, ainda foi grosseira com as pessoas/contribuintes/cidadãos brasileiros que sofriam com o caos aéreo dizendo que todos deveriam `Relaxar e gozar`, me lembra o `estupra mas não mate` do Maluf. A escolha é de cada um, mas pense bem, alguém quer um Lula de saias na prefeitura? Acredito que seu ex-marido é um dos poucos honestos que sobraram no PT.

Na época das eleições para presidente, recebi uma ligação em casa de uma empresa de pesquisa, queriam saber em quem eu votaria, mas antes disso me perguntaram algumas coisas como:
Renda familiar até 3 salários mínimos,
estudos no máximo até a 8º série do primeiro grau e beneficiada com algum programa social do governo federal. Respondi "não" a tudo, o rapaz me disse que eu não me enquadrava no perfil dos entrevistados e não aceitou minha opinião de voto.

Particularmente não acredito nas pesquisas de boca de urna, principalmente depois desse contato.

São Paulo é o motor do país, pense bem antes de ajudar a eleger o proximo prefeito.


Diamantina, interior de Minas, 1914.

O jovem Juscelino Kubitschek, de 12 anos, ganha seu primeiro par de sapatos. Passou fome. Jurou estudar e ser alguém. Com inúmeras dificuldades, concluiu Medicina e se especializou em Paris. Como presidente, modernizou o Brasil. Legou um rol impressionante de obras e amantes; humilde e obstinado, é (e era) querido por todos.

Brasília, 2003.

Lula assume a presidência. Arrogante, se vangloria de não ter estudado. Acha bobagem falar inglês. `Tenho diploma da vida`, afirma.
E para ele basta. Meses depois, diz que ler é um hábito chato. Quando era sindicalista, percebeu que poderia ganhar sem estudar e sem trabalhar - sua meta até hoje, ao que parece.

Londres, 1940.

Os bombardeios são diários, e uma invasão aeronaval nazista é iminente. O primeiro-ministro W. Churchill pede ao rei George VI que
vá para o Canadá. Tranquilo, o rei avisa que não vai. Churchill insiste: então que, ao menos, vá a rainha com as filhas. Elas não aceitam e a filha mais velha entra no exército britànico; como tenente-enfermeira, sua função é recolher feridos em meio aos bombardeios. Hoje ela é a rainha Elizabeth II.

Brasília, 2005.

A primeira-dama Marisa requer cidadania italiana - e consegue. Explica, candidamente, que quer `um futuro melhor para seus filhos`.
E O FUTURO DOS NOSSOS FILHOS?

Washington, 1974.

A imprensa americana descobre que o presidente Richard Nixon está envolvido até o pescoço no caso Watergate. Ele nega, mas jornais e
Congresso o encostam contra a parede, e ele acaba confessando. Renuncia nesse mesmo ano, pedindo desculpas ao povo.

Brasília, 2005.

Flagrado no maior escàndalo de corrupção da história do País, e tentando disfarçar o desvio de dinheiro público em caixa 2, Lula é instado a se explicar. Ante as muitas provas, Lula repete o `eu não sabia de nada!`, e ainda acusa a imprensa de persegui-lo. Disse que foi `traído`, mas não conta por quem.

Londres, 2001.

O filho mais velho do primeiro-ministro Tony Blair é detido, embriagado, pela polícia. Sem saber quem ele é, avisam que vão ligar para seu pai buscá-lo. Com medo de envolver o pai num escàndalo, o adolescente dá um nome falso. A polícia descobre e chama Blair, que vai sozinho à delegacia buscar o filho, numa madrugada chuvosa. Pediu desculpas ao povo pelos erros do filho.

Brasília, 2005.

O filho mais velho de Lula é descoberto recebendo R$ 5 milhões de uma empresa financiada com dinheiro público. Alega que recebeu a fortuna vendendo sua empresa, de fundo de quintal, que não valia nem um décimo disso. O pai, raivoso, o defende e diz que não admite que envolvam seu filhinho nessa `sujeira`.
Qual sujeira?

Nova Délhi, 2003.

O primeiro-ministro indiano pretende comprar um avião novo para suas viagens. Adquire um excelente, brasileiríssimo EMB-195, da Embraer, por US$ 10 milhões.

Brasília, 2003.

Lula quer um avião novo para a presidência. Fabricado no Brasil não serve. Quer um dos caros, de um consórcio anglo-alemão. Gasta US$ 57 milhões e manda decorar a aeronave de luxo nos EUA.


E você, já decidiu o que vai fazer nos próximos cinco minutos? Vamos repassar esse e-mail para a maioria dos nossos contatos?

Vamos dar ao BRASIL uma nova chance? Ele precisa voltar para o caminho da dignidade. Nós não merecemos o desgoverno que se instalou em nosso País e precisamos acordar e lutar antes que seja tarde.

Perca mais cinco minutos e converse com todos os seus amigos que não têm acesso a internet.


"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons".

Martin Luther King

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui