Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
178 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59109 )

Cartas ( 21236)

Contos (13108)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46496)

Humor (19274)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138219)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5519)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->15.06.2020 - O mestre e a vaquinha no penhasco -- 15/06/2020 - 08:10 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

https://youtu.be/QH_Y9VOn_fc

 

Diário da Pandemia

 

 

O mestre e a vaquinha no penhasco

 

Conta a história que um mestre muito sábio passeava por uma floresta com o seu fiel discípulo quando avistou ao longe um sitio de aparência pobre e resolveu fazer uma visita aos moradores.

Chegando ao sítio, eles constataram a enorme pobreza do lugar, sem calçamento, casa de chão batido... Os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas sujas e rasgadas.

Mestre e discípulo se aproximaram do pai de família e perguntaram:

– Como o senhor e sua família sobrevivem aqui se nestas áreas não há sinais de comércio e indústria? Do que vocês vivem?

O homem, calmamente, respondeu:

– Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte deste leite nós trocamos por outros alimentos no povoado vizinho. O resto nós produzimos queijo e coalhada para o nosso consumo e, assim, vamos sobrevivendo.

O mestre agradeceu a informação e contemplou o lugar por alguns momentos. Depois, junto com o discípulo, se despediu e foram embora.

No meio do caminho, o mestre voltou-se para o seu fiel discípulo e ordenou:

– Vá até o sítio, pegue a vaquinha, leve até o penhasco e a jogue lá embaixo.

O jovem arregalou os olhos espantados, questionando a atitude de seu mestre: como faria aquilo se a vaquinha era o único meio de sobrevivência daquela família? Mas, diante do silêncio absoluto do sábio, foi cumprir a ordem com dor no coração. Pegou a vaquinha e a empurrou penhasco abaixo.

Aquela cena ficou marcada na memória do jovem, atormentado durante anos pela dúvida se aquela família havia conseguido sobreviver.  Até que um dia o discípulo decidiu voltar para aquele local para pedir perdão e tentar ajudar a família de alguma forma.

Chegando ao local, entrou em desespero ao avistar  uma casa bonita, toda murada, com árvores e flores no quintal, um carro na garagem, crianças brincando no jardim. Ficou triste, imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver. Chegou ao portão e foi recebido por um caseiro muito simpático, a quem perguntou sobre a família que ali morava anos atrás. O funcionário então respondeu:

– Continuam morando aqui.

Espantado, ele entrou correndo na casa e viu a mesma família que visitara com seu mestre. Elogiou o local e perguntou ao pai.

– Como o senhor melhorou este sítio e está tão bem de vida?

E o homem,  entusiasmado, respondeu:

– Ah, nós tínhamos uma vaquinha que era a nossa fonte sobrevivência, mas um dia ela caiu no penhasco e morreu. Depois disso, nós só tínhamos um caminho: parar de reclamar do acontecido, reagir e fazer outras coisas para sobreviver. Foi aí que descobrimos habilidades que nem sabíamos ter. Assim conseguimos o sucesso que pode ser visto agora.

 

Reflexão Todos nós temos vaquinhas que estão atrapalhando nossa visão de enxergarmos algo maior. Às vezes temos que abandoná-la para que possamos criar novas possibilidades. É preciso deixar a reclamação de lado pelo que não deu certo e lutar!  Uma nova vida é possível se mudarmos de atitude! Não lamentemos mais as vaquinhas que perdemos nos penhascos da vida... Mas vamos descobrir novas possibilidades de vencer!!!

https://www.arautofm.com.br/Pages/27163/o-mestre-e-a-vaquinha-no-penhasco

 

 

https://youtu.be/cWW3hHkBpUk

 

 

 

Últimas Notícias: https://www.uol.com.br/

 

 

Diário da Pandemia

 

 

O Diário da Pandemia

Que inventei de escrever

Jamais teve a intenção

Que não só o meu querer

De o dia a dia registrar

Pra no futuro lembrar

O que estamos a viver

 

 

Mas é preciso dizer

Aqui não vou divulgar

Notícias de tristeza

Já que quero me alegrar

E se esse meu escrever

Nem pouco alegrar você

Mal também não lhe fará.

 

 

Caros Amigos,

 

 

A partir de 22.03.2020, passei a publicar versos meus em outras situações, retornando ao assunto em pauta apenas eventualmente.

 

Fique á vontade para lê-los ou relê-los no seguinte endereço:

 

www.usinadeletras.com.br

Autores

Letra T

TARCISO COELHO

Contos

 

Obs.: Fico grato pelas visitas, inclusive a outros trabalhos lá publicados, bem como aos comentários que tiverem a bondade de escrever.

 

 

 

Abraços a todos.

 

 

Tarciso Coelho, Crato (CE), 15.06.2020.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 6Exibido 77 vezesFale com o autor