Usina de Letras
Usina de Letras
40 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Um patriota chamado Said Barbosa Dib -- 05/10/2008 - 22:07 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Um patriota chamado Saïd Barbosa Dïb

Hiram Reis e Silva, Porto Alegre, RS, 05 de outubro de 2008.

"Não uso critérios políticos ou regionalistas, não pago dívidas eleitorais que não precisei contrair, não tenho a vocação do favoritismo e da cortesia no exercício de meu dever e me declaro incompetente na mecànica da composição, do conchavo, da barganha. Compromisso, só os tenho com a minha consciência e com o futuro de meu país".
(Presidente Emílio Garrastazu Médici)


- Saïd Barbosa Dïb


Historiador e analista político, natural do estado de Goiás, radicado em Brasília. Colaborador de sites e jornais alternativos. Atualmente assessor de imprensa no Senado Federal e responsável pela manutenção de dois blogs: `Blog do Said Dib´ e o `Amapá no Congresso´.


- Ponto final


"Paramos por aqui, caro leitor. Este Blog não era para ser exatamente um `Blog´, no sentido corrente de um veículo de expressão de idéias pessoais e coisa e tal. Foi idealizado para ser uma espécie de agência de notícias, permeada por arte, cultura e informações úteis. Uma coisa que não se via por aí. O ideal era ser um portal ou um site, mas não havia - como não há - grana suficiente. Tive que usar a criatividade: usar o formato e os serviços limitados de um `blog´ gratuito, mas com um conteúdo diferente, mais completo. Uma espécie de `agência marrom´ que publicasse o que a grande mídia e os grandes veículos da imprensa se negam a publicar, por diversos motivos. Principalmente quando o assunto fosse sobre políticas de submissão do Brasil e coisa e tal.


A realidade disse `não´. Trabalho sozinho. Quer dizer: a pesquisa e as publicações são feitas só por mim. Durante o dia faço meu trabalho como assessor de imprensa e, à noite, enveredando pelas madrugadas, com minha coluna vertebral detonada pela hérnia de disco velha de guerra, tentava manter o `Blog do Saïd Dïb´. Procurei apoio, mas ... NADA. Não recebi nenhum apoio, nem da família nem de ninguém, para continuar.


Recebi muitas mensagens e muito apoio dos leitores, principalmente dos que verdadeiramente se preocupam com nossa Amazónia. Fico muito agradecido. Muito mesmo. Considerei isto realmente um sucesso e fico muito agradecido, não apenas aos nossos leitores atentos, mas principalmente aos colaboradores ilustres (que nunca me cobraram nada para ter o prazer de tê-los no blog), como José Sarney, Helio Fernandes, Bernardo Cabral, Belmiro Vianez Filho, Patrícia Castello Branco, Coronel Hiram Reis e Silva, Vicente Limongi Netto, Adriano Benayon e Carmen Coutinho.


- Caro amigo e irmão Saïd


Sei muito bem como te sentes. O `Projeto-Aventura Desafiando o Rio-Mar´ também não recebeu nenhum apoio até agora, pelo contrário, por determinação superior fui obrigado a solicitar minha exoneração das funções de professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) durante o período de sua realização. Fomos obrigados, então, a limitar o projeto a apenas dois meses (dezembro-janeiro), com saída prevista de Tabatinga em 1º de dezembro de 2008 e chegada a Manaus em 29 de Janeiro de 2009. Só por teimosia e abnegação ainda não considerei inviabilizada sua execução, minha situação seria bastante confortável não fossem as despesas médicas mensais com minha esposa comprometem 70% de minha renda.


- Patrocínio - Petrobras (The Key)


Apesar de termos contado com o apoio do vereador Ricardo Maranhão, engenheiro aposentado da Petrobras, o patrocínio, que já contávamos como certo, da estatal, não saiu. E a última notícia, de 1º de Agosto de 2008, que recebemos da Coordenadora Geral Madeleine Braga da `The Key´ , que tratava diretamente com o gerente de Comunicação Institucional do Abastecimento, senhor Geovane de Moraes, da Petrobras, foi a seguinte: `Ainda não temos como precisar a data de pagamento. A gerência de Comunicação Institucional do Abastecimento da Petrobras, que nos contratou para supervisionar seu projeto, está passando por modificações, e isso pode estar impactando nos repasses´. Desde então, não tivemos nenhum retorno da Petrobras ou da `The Key´ apesar de insistir diariamente em obter informações através de e-mails ou telefonemas. Todas as providências administrativas já haviam sido concluídas e já tínhamos, inclusive, remetido, seguindo orientação de Madeleine Braga, um recibo no valor de R$ 20.000,00, referente ao patrocínio do projeto. Coincidência, ou não, as negociações foram interrompidas a partir daí.


- Enquanto isso no mundo `real´


"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto". (Ruy Barbosa de Oliveira - Águia de Águia)

"O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul cumpriu ontem 13 mandados de busca e apreensão em Porto Alegre e Gravataí como parte da Operação Tablado, que investiga fraude em projetos culturais apoiados pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC). A investigação começou depois que a secretária da Cultura do Estado, Mónica Leal, relatou ao procurador-geral de Justiça, Mauro Renner, possíveis irregularidades em projetos, apontando a falsificação de sua assinatura em documentos. A Procuradoria de Justiça Especializada em Crimes Tributários investigou o caso e confirmou, segundo informou o MP, a falsificação de documentos que foram utilizados na contabilidade de empresas". (Jornal A Tarde - MP investiga Fraude em Projetos Culturais - 13/09/2008)


- Conclusão


Meu pai, já falecido, era enfático ao tentar nos mostrar que, infelizmente, há muito tempo, virtudes como honra, desprendimento e patriotismo estavam ficando fora de moda. Ele, que sempre foi um modelo de virtudes, acreditava, piamente, que uma pessoa é única ao estender a mão. Só depois do seu falecimento é que tivemos a oportunidade de conhecer as inúmeras pessoas a quem ele havia ajudado de uma ou outra maneira. A realidade dos fatos tende a nos trazer o desencanto, a prostração, mas, devemos empenhar toda nossa energia para não nos deixarmos levar por estes sentimentos negativos. Acho que devemos continuar buscando nortear nossas ações pelos princípios legados pelos nossos antepassados e que hoje, parecem estar em desuso. Caro amigo, numa época em que se dá mais importància ao ter do que ao ser, quem sabe encontremos, ainda, um destes mecenas? Talvez a lei do retorno realmente exista, não é mesmo?


Obrigado amigo pelo apoio irrestrito que nos deste publicando nossos artigos e que as nuvens negras que, no momento, se avizinham no horizonte se dissipem e possas continuar com teu trabalho de qualidade invulgar. Que o Grande Arquiteto do Universo te abençoe, ilumine e guarde amigo Saïd.


---------------------------------


Solicito publicação


Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva, professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)

Membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)

Presidente da Sociedade de Amigos da Amazónia Brasileira (SAMBRAS)


Rua Dona Eugênia, 1227

Petrópolis - Porto Alegre - RS

90630 150


Telefone:- (51) 3331 6265

Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br

E-mail: hiramrs@terra.com.br

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui