Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59666 )

Cartas ( 21255)

Contos (13325)

Cordel (10320)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9537)

Erótico (13486)

Frases (47215)

Humor (19420)

Infantil (4626)

Infanto Juvenil (3939)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138778)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5658)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->CORDEL DOS SEM-TERRA -- 12/11/1999 - 20:44 (Amargedom) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Trabalhadores, uni-vos!
Contra a tal da opressão
Violência não resolve
Muito menos repressão
Vamos dividir a terra
Cada um com seu quinhão.

O massacre sanguinário
Ocorreu em pleno abril
Trabalhadores sem-terra
Soba a mira do fuzil
Bárbaro assassinato
Ensangüentando o Brasil.

O povo vítima da fome
Da violência estatal
Empresários fazendeiros
Terrorismo canibal
Transformando o Eldorado
Trabalhador condenado
A mando do capital.

A hecatombe telúrica
O horror policial
Torturando as criancinhas
Dizimando o social
O Brasil está de luto
Contra a chacina imoral.

A causa da violência
Seja urbana ou rural
Provem da concentração
Da terra e do capital
Do latifúndio improdutivo
Surge a desgraça geral.

Reforma agrária, solução
Precisamos trabalhar.
Vamos dividir a terra
E a terra cultivar
Terra é pra produzir
Para o povo alimentar...

O 17 de abril...
Na história vai ficar
Sangraram a consciência
Pelotões a fuzilar
Os sem-terra vão à luta
Para a terra conquistar.

Acorda, Brasil! Desperta
Terra, vida, educação
Neoliberalismo é fria
É bomba contra a nação.
Queremos reforma agrária
Mais arroz e mais feijão...
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui