Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3730)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138242)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->17.07.2020 - Muito profundo... -- 16/07/2020 - 21:12 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

https://www.youtube.com/watch?v=AgL3q2gCwEY

 

Diário da Pandemia

 

Muito profundo...

(Autor desconhecido)

 

Nelson Mandela: “Depois que me tornei presidente, pedi um dia a alguns membros da minha proteção para passear comigo na cidade, para almoçarmos. Sentamos em um dos restaurantes do centro da cidade e todos pedimos alguns tipo de comida.

Depois de algum tempo, o garçom nos trouxe nossos pedidos, notei que havia alguém sentado em frente a minha mesa, também esperando por comida.

Eu disse, então, a um dos soldados: vá e peça àquela pessoa que se junte a nós, com sua comida, e coma conosco. O soldado foi e chamou o homem, que trouxe sua comida e sentou ao meu lado, enquanto eu começava a comer. Suas mãos tremiam constantemente, até todo mundo terminar de comer e depois o homem foi embora. O  soldado me disse: aquele homem estava aparentemente bastante doente, pois suas mãos tremiam muito enquanto ele comia.”

 "Não, não mesmo", disse Mandela.

 "Aquele homem era o guarda da prisão onde eu estava preso.  Muitas vezes, depois da tortura que eu sofria, eu costumava gritar e pedir um pouco de água. O mesmo homem costumava vir toda vez e urinar na minha cabeça.

Então, eu o encontrei assustado, tremendo, esperando que eu retribuísse, agora, pelo menos da mesma maneira, torturando-o ou aprisionando-o, porque sou o presidente do estado da África do Sul.

Mas esse não é meu caráter, nem faz parte da minha ética.

E concluiu: “a mentalidade de retaliação destrói os estados, enquanto a mentalidade de tolerância constrói nações”.

-x-x-

Grandes líderes não deixam apodrecer o coração em decorrência de vinganças. Muito mais sofreu Jesus. 🙏🙏🙏

-x-x-

 

 

 

Últimas Notícias: https://www.uol.com.br/

 

 

Diário da Pandemia

 

 

O Diário da Pandemia

Que inventei de escrever

Jamais teve a intenção

Que não só o meu querer

De o dia a dia registrar

Pra no futuro lembrar

O que estamos a viver

 

 

Mas é preciso dizer

Aqui não vou divulgar

Notícias de tristeza

Já que quero me alegrar

E se esse meu escrever

Nem pouco alegrar você

Mal também não lhe fará.

 

 

Caros Amigos,

 

 

A partir de 22.03.2020, passei a publicar versos meus em outras situações, retornando ao assunto em pauta apenas eventualmente.

 

 

Para lê-los ou relê-los clique: https://bit.ly/tarcisocoelho

 

 

 

Obs.: Fico grato pelas visitas, inclusive a outros trabalhos lá publicados, bem como aos comentários que tiverem a bondade de escrever.

 

 

 

Abraços a todos.

 

 

Tarciso Coelho, Crato (CE), 17.07.2020.

 

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 6Exibido 68 vezesFale com o autor