Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
49 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138242)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->27.07.2020 - Posse no Banco do Brasil -- 26/07/2020 - 18:54 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

https://www.youtube.com/watch?v=8KpH9yuUX84

https://www.youtube.com/watch?v=l3cDH3YhJ2Y

 

Diário da Pandemia

Posse no Banco do Brasil

Em 30.12.1976, ganhei o grande presente de tomar posse no Banco do Brasil, em Salgueiro (PE). Pareceu-me um presente de aniversário, já que faria no dia seguinte 23 anos de idade.

A bela e moderna Agência que nos abrigava, com pouco mais de um ano de construída e inaugurada, era uma agradável surpresa no coração do centro da cidade, sempre progressista e referência no sertão central do estado. Éramos uns trinta colegas, O Gerente Jésu, Subgerente Jonatas, Advogado Jorge Esteves, Chefes de Serviço Miguel e Diniz, Ajudantes de Serviço Fátima (esposa de Miguel) e Edmilson, Investigador de Cadastro Bomfim, Fiscal Nilton Santos, Caixas e/ou Postos Efetivos Mariano, Dorgival, Tarciso, Rosalvo, Fátima Callou, Manteneia, Wilson, Edson, Jorge Romão, Apoios Benjamim e Eliseu, Menores Alam e George, mais quatro seguranças e dois da limpeza. Os “caquinhos de juízo” me permitem esquecer alguns nomes ou de deixar de me aventurar em lembrar outros que vieram depois, a exemplo de Célia, Zélia, Demontier, Josenilton, Graça Ataíde, etc. Perdoem-me.

Guardo para sempre as lembranças de todos os mais felizes e produtivos dias de minha vida, estando no centro destas lembranças, as pessoas com quem convivi e que me são caras, algumas já se foram pra Deus, outras perdi contato, mas todas estão em meu coração. Jamais poderia esquecer o valioso presente daquele 30.12.1976.

O Cearense gosta de viajar e assim segui meu destino pelo Brasil afora. Só tenho boas lembranças de tudo. Faço este relato em razão do meu amigo Miguel, hoje em Natal (RN), haver comentado que pareço gostar mais da Amazônia que do Nordeste. Nem tanto Caro Amigo. Amor do mesmo tamanho.

 

Dedico o Diário de hoje a Miguel Couto da Costa, que me puxou a orelha pra lembrar nossa querida cidade de Salgueiro (PE).

 

Salgueiro é um município brasileiro do interior do estado de PernambucoRegião Nordeste do país. Pertence à Mesorregião do Sertão Pernambucano e à Microrregião de Salgueiro, localizando-se a oeste da capital estadual, estando distante dela 513 km. Possui uma extensão territorial de 1.733,7 km², sendo 6,75 km² em perímetro urbano, tendo sua população estimada em 2014 em 59.409 habitantes.

sede municipal tem uma temperatura média de 24,2 °C, tendo a Caatinga como sua vegetação original e predominante. Com aproximadamente 80,7 % da população vivendo na área urbana, Salgueiro dispunha, no ano de 2009, de 52 estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M) é de 0,669, considerado médio em relação ao valor estadual. A prestação de serviços e a indústria destacam-se como os principais geradores de renda para o município.

A região onde o município se localiza foi habitada originalmente pelos índios Cariris, sendo, posteriormente, ocupada por habitantes oriundos da região sul do estado do Ceará, atraídos pela abundância e pela fertilidade dos solos. Em 1835, Manuel de Sá Araújo cumpre a promessa a Santo Antônio dedicando-lhe uma capela. A construção da capela foi feita no ano seguinte ao reaparecimento do filho sumido do fazendeiro, o qual havia desaparecido das terras do seu pai, passando três dias perdido na caatinga, sendo encontrado em baixo de um Salgueiro brincando. Os trabalhadores que ergueram a capela estabeleceram algumas residências próximas, dando origem ao primeiro povoado do município.

Conhecida como a "Encruzilhada do Nordeste" por se situar na parte mais central da Região Nordeste, pode ser considerada equidistante de praticamente todas as capitais nordestinas. Salgueiro é a principal cidade da região do sertão central pernambucano, detendo, a nível regional, um comércio diversificado. No município se localiza o ponto central das operações da Transnordestina, ferrovia que conecta o Porto de Suape, no litoral sul pernambucano, ao cerrado do Piauí e ao Porto do Pecém, no Ceará. Salgueiro ainda é cortado pelos canais da Transposição do rio São Francisco, obras que prometem levar a água do rio São Francisco ao Ceará, ao sertão paraibano e ao potiguar, além de ser cortada pelas rodovias federais BR-116, que conecta o município ao eixo Rio-São Paulo e a outros grandes centros urbanos do Brasil, além da BR-232, que conecta o município à capital pernambucana, além de Caruaru e à Petrolina.

 

Veja mais em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Salgueiro_(Pernambuco)

 

Últimas Notícias: https://www.uol.com.br/

 

 

Diário da Pandemia

 

 

O Diário da Pandemia

Que inventei de escrever

Jamais teve a intenção

Que não só o meu querer

De o dia a dia registrar

Pra no futuro lembrar

O que estamos a viver

 

 

Mas é preciso dizer

Aqui não vou divulgar

Notícias de tristeza

Já que quero me alegrar

E se esse meu escrever

Nem pouco alegrar você

Mal também não lhe fará.

 

 

Caros Amigos,

 

 

A partir de 22.03.2020, passei a publicar versos meus em outras situações, retornando ao assunto em pauta apenas eventualmente.

 

 

Para lê-los ou relê-los clique: https://bit.ly/tarcisocoelho

 

 

 

Obs.: Fico grato pelas visitas, inclusive a outros trabalhos lá publicados, bem como aos comentários que tiverem a bondade de escrever.

 

 

 

Abraços a todos.

 

 

Tarciso Coelho, Crato (CE), 27.07.2020.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 6Exibido 76 vezesFale com o autor