Usina de Letras
Usina de Letras
190 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62152 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50554)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140785)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6176)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Que Brasil teremos amanhã? -- 27/10/2008 - 23:03 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
QUE BRASIL TEREMOS AMANHÃ?

Glacy Cassou Domingues
Grupo Guararapes.
Fortaleza, 26/10/2009

Desde os meados de 2004, quando explodiu a bomba do "mensalão", do Caixa 2, o país vem à deriva da HONESTIDADE por conta da irresponsabilidade, corrupção e impunidade que passou a vigorar em todos os escalões do desgoverno.

Quando o ex-deputado Roberto Jefferson abriu a Caixa de Pandora do desgoverno de Lula, o país ficou à deriva na correnteza política, com a abertura de diversas comportas políticas, desaguando na Esplanada de Brasília, inundando e enlameando os gabinetes dos Palácios e das Torres Gêmeas, instaladas no local.

Na ocasião, foi aventada a idéia do "impeachment" de Lula. Estávamos, então, na metade do primeiro mandato de governo, a maioria dos líderes da CONSIDERADA OPOSIÇÃO foi contra, pois achavam que com os escàndalos aparecidos, o governo não teria mais estabilidade para se manter.

Engano, ou medo de perder a parada? Desde então, o comunismo gramscista estava atento, e com objetivos definidos. As diversas siglas que representam os partidos - já nessa época - eram apenas letras que mascaravam a verdadeira intenção dos líderes partidários.

O PSDB, o DEM, o PMDB, por exemplo, tendo a frente políticos contrários aos objetivos dos governos dos Generais, pela lógica de raciocínio, já eram então co-partidários de Lula, Alguns partidos, com significativos líderes políticos conhecedores das regras do jogo, por ter membros notáveis envolvidos no "imbróglio," acharam por bem, dar mais um tempo a Lula. Desinformados ou inocentes úteis, os que acreditavam que a sigla REALMENTE representava um propósito honesto, deixaram a decisão por conta de seus líderes.

O PT, agora seguro de que valia na Constituição o que lhe fosse favorável, ganhou fólego e força, e mais, uma sincera simpatia entre os componentes de outras siglas. E nem podia ser diferente, pois a sigla que representava a política do governo dos Generais, não tinha competência nem número, para ser vencedor em qualquer "porfia", nas duas Casas do Congresso. E assim, a infiltração do gérmen comunista gramscista, foi criando força, corpo e espaço nas outras siglas.

A impunidade passou a ser tão sedimentada, que ninguém mais tinha medo de transgredir parágrafos ou artigos da Constituição - a morta viva. Chegou a tal ponto o desrespeito à Constituição, que a eleição que terminou hoje, traz como vencedores muitas Excelências já julgadas e condenadas, e INEXPLICAVELMENTE inocentadas para participarem como candidatos a cargos de chefia de capitais, cidades e municípios.

Que país teremos amanhã, quando o "pasticho", o "jabá", o "grude", e outros nomes da panelada cozida, e passada na peneira, apresentar apenas um caldo grosso, sem gosto de nada, com apenas um cheiro forte de podridão?


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui