Usina de Letras
Usina de Letras
43 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50541)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Guerra Israel-Hamás: Uma dúzia de idéias -- 31/12/2008 - 15:53 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A GUERRA DE ISRAEL CONTRA O HAMAS: UMA DÚZIA DE IDÉIAS

(Israel`s War on Hamas: A Dozen Thoughts)

Daniel Pipes, Diretor do Middle East Forum

30 Dezembro de 2008

Publicado originalmente em National Review Online

1) A Guerra Árabe-Israelense não é uma batalha convencional para o controle de território. Desde 1982 o objetivo principal dos dois contendores no teatro de operações é persuadir o mundo da justiça de suas causas. (Isto é, quem tem o maior número de baixas?).

2) Os Palestinos provaram ser mais competentes na batalha pela opinião pública do que o governo de Israel, conseguindo apoio de várias fontes, com as únicas e decisivas exceções de Israel e dos EUA.

3) Secundariamente, o desafio do Hamas deve ser visto à luz das ambições iranianas de esgotar pelo cansaço a vontade política israelense.

4) Muitos regimes Árabes temem tanto Teerã que eles não se apressam em condenar a Guerra de Israel contra o Hamas, muito menos se atrevem a tomar qualquer atitude prática.

5) Mahmoud Abbas, da OLP, condena as ações de Israel com a mesma intensidade com que torce para que as Forças de Defesa de Israel derrotem o Hamas.

6) O opróbrio moral pelos foguetes Palestinos que chovem sobre as cidades de Israel recai inteiramente sobre os Palestinos e seus financiadores.

7) Israel cometeu erros táticos surpreendentes, incluindo a retirada de Gaza em 2005, anos a fio de passividade frente aos bombardeios incessantes de foguetes sobre seu território e a tácita aceitação do planejado contrabando através dos túneis entre o Egito e Gaza.

8) As Forças de Defesa de Israel aprenderam com os erros táticos cometidos em 2006.

9) Ainda assim, os esforços bélicos de Israel continuam problemáticos. Por exemplo, a declaração de um oficial não identificado de que `o Hamas conhece nossas demandas e não faz sentido discuti-las em público`. Desde quando alguém pode sinalizar para o inimigo suas intenções militares e esconde-las da sua própria população?

10) O objetivo final de Israel deve ser a vitória militar, e não apenas acabar com o terrorismo.

11) A Administração Bush não deve tentar salvar o Hamas.

12) Nem a de Obama deve fazê-lo.


LEIA TAMBÉM

Stop Talking about Peace and Start Talking about Justice

Clóvis Rossi, O Semi-Revisionista Que Não Lê A Folha De S. Paulo


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui