Usina de Letras
Usina de Letras
71 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60375 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9719)

Erótico (13520)

Frases (48275)

Humor (19560)

Infantil (4832)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1346)

Poesias (139391)

Redação (3121)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5814)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Eu, eu mesmo & Ana Carolina -- 06/09/2001 - 21:14 (Andre Torres Batista de Azevedo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O amor desses amantes sublunares

(Cuja alma é só sentidos) não resiste

À ausência, que transforma em singulares

Os elementos em que ele consiste.

Mas a nós(por uma afeição tão alta,

Que nem sabemos do que seja feita,

Interassegurando o pensamento)

Mãos, olhos lábios não nos fazem falta.

As duas almas, que são uma só,

Embora eu deva ir, não sofrerão

Um rompimento, mas uma expansão,

Como ouro reduzido a aéreo pó.



Se são duas, o são igualmente

Às duas pernas do compasso:

Tua alma é a perna fixa, em aparente

Inércia, mas se move a cada passo.

Da outra, e se no centro quieta jaz,

quando se distancia aquela, essa

Se inclina atentamente e vai-lhe atrás,

E se endireita quando ela regressa.



Assim serás para mim que pareço

Como a outra perna obliquamente andar.

Tua firmeza faz-me circular,

Encontrar meu final em meu começo.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui