Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50542)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Lula na Terra do Borat -- 19/06/2009 - 08:26 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Operação Maribondos de Fogo

Aos meus amigos,
Com abraços de

José Madeiro


Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Operação Maribondos de Fogo

Lula e Sarney unidos pelo poder

By Paulinho (Blog do Paulinho)

Luis Inácio Lula da Silva, aquele que já foi a maior esperança de mudança para o país, chegou ao
fundo do poço ético e moral.

O negocião do Lulinha

Como o filho do presidente se tornou sócio de uma gigante da telefonia sem tirar um único real do bolso

Marcelo Carneiro, Juliana Linhares
e Thaís Oyama

Lula apóia Sarney e "festeja" impunidade!

Opinião do Raul (Blog do Raul Cristiano)

O senador José Sarney (PMDB-AP) protagonizou uma cena patética em sua própria defesa, ao falar sobre os escàndalos que atingem o Senado desde que assumiu a presidência da instituição. Todo mundo que viu e ouviu as suas declarações em todas as mídias reagiu com indignação, principalmente porque ele despejou argumentos risíveis com a justificativa de que está no cargo há quatro meses e que não lhe cabe responsabilidade sobre os últimos acontecimentos. De tão debochado, ao afirmar que a crise do Senado não é dele, mas do próprio Senado, José Sarney, na prática, agiu sem dar qualquer importància à opinião pública, até porque o presidente Lula saiu em sua defesa, endossando o seu reconhecimento da impunidade no Brasil: essas denúncias "não têm fim e depois não acontece nada".

Parente de genro de Sarney na Espanha
recebe do Senado

A árvore genealógica dos parentes e agregados do clã Sarney com emprego no Senado não para de ganhar novos ramos. No pente-fino feito nos atos de nomeação, sejam eles secretos ou não, apareceram dois novos nomes. Depois do neto e de duas sobrinhas de José Sarney (PMDB-AP), presidente da Casa, pendurados em gabinetes de senadores amigos, surgiram uma prima e uma sobrinha de Jorge Murad, marido da ex-senadora e atual governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). O mais novo nome da lista é o de Virgínia Murad de Araújo. Em 29 de maio de 2007, ela foi nomeada assistente parlamentar do gabinete da liderança do governo no Congresso, à época ocupada por Roseana. Seu salário, na ocasião, era de R$ 1.247. Onze meses após ter sido nomeada, ela passou a ganhar exatamente o dobro - R$ 2.494. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Em visita ao Kazaquistão

Ricardo Stuckert/Presidência

NA TERRA DO BORAT: O presidente Lula veste
traje típico do Cazaquistão durante visita

NA TERRA DO BORAT: O presidente Lula veste
traje típico do Cazaquistão durante visita

Em visita ao Cazaquistão (Ásia central), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o que chamou de "denuncismo" da imprensa em torno dos escàndalos no Congresso e deu seu apoio ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). "Sarney tem história suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum", disse Lula

Cazaquistão (Ásia central), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o que chamou de "denuncismo" da imprensa em torno dos escàndalos no Congresso e deu seu apoio ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). "Sarney tem história suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum", disse Lula

Médica atendendo um pacientre idoso
na cidade de Caetés-PE,
terra natal do Presidente Lula.

Comentários

Desgraçadamente, é a rotina política por todo Brasl. Que esta vergonhasa realidade dos fatos não contamine os trabalhadores e demais cidadãos responsáveis da nação, quando teríamos, fatalmente, o país na bancarrota, nos estertores da queda feito um império romano.

O que realmente pretende o Lula? Levantar o povo contra o Congresso? Quando as portas se abrirão para um Golpe de Estado, cujos descaminhos podem ser revelar imponderáveis. Que político esse tal de Lula?

Não há termos comparativos da corrupção atual envolvendo todos os poderes da republiqueta caterva.

Não a qualificamos de República, porque esta é na realidade uma central de poder de uma nação civilizada, onde o cidadão tem representação e as lideranças devidamente eleitas estão discutindo, apresentando propostas, deliberam, elaboram projetos, aprovam leis, etc, nos rumos da solução dos problemas que afligem uma sociedade. República porque é um sistema de poder que harmoniza com a integralidade do cidadão.

A legalidade dos poderes está regida por uma carta, chamada de Constituição. Todo cidadão, representante ou representado deve reger-se na observància dos seus dispositivos. Na inobservància de alguns deles, está aberta a porta da ilegalidade e quando se trata de crime ou de roubo, a ilicituade.

Mas a conjuntura mometànea se apresentam de tamanha perversidade para nação brasileira.

É lamentável mas não podemos afirmar que estamos num sistema republicano de democracia. Talvez, numa pequena prefeitura dos confins das brenhas, quando os oligarcas deitavam e rolavam com o dinheiro do povo e sem dá satisfações a ninguém, como se tivesse administrando um curral da sua propriedade.

Sem compromissos e sem responsabilidades para com seus concidadãs, o modelo está instalado e com desculpas esfarrapadas na vã tentativa de enganar a todos, como se todos nós fóssemos uns trouxas.

Lula, depois de várias derrotas e dos seus discursos e propostas de campanhas alinhados aos graves problemas do povo brasileiro, chegara ao poder mas promovendo mudanças que de nada apresenta de avanços para à nacionalidade e que nada se coaduna com os princípios republicanos, para um povo visivelmente identificado com a cultura ocidental e de história conformada com os primados da revolução francesa, refletidos na liberdade igualdade,fraternidade, como a forma mais proprícia de construir uma clima de solidariedade entre os povos.

Att. Madeiro


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui