Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59675 )

Cartas ( 21255)

Contos (13343)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47227)

Humor (19421)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3943)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138798)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5663)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Cecília -- 08/09/2001 - 20:14 (Anitta) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Eu, Cecília



Ambígüa



17, 18 ou 30

Ainda assim

incongruente



Carente

devassa

adorada



Ainda assim

sozinha



Eu menina

eu louca por sexo



"Ai, Cecília,

me ama!

Sussurra aqui pertinho

que me adora



Eu te caso,

eu te amo,

te apresento

pros meus pais

Te dou dinheiro

teremos filhos

te faço feliz"



Eu, Cecília

carente



17 depois 20

ainda assim

amada



Eu querida

eu demente

eu vadia



"em vc eu,

como queria!"



não me perdi

Cecília assim

eu pervertida



Mesma Cecília

mesma em Amélia

como eu Claudette

eu em você

ela em Anitta



Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui