Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62137 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10331)

Erótico (13566)

Frases (50547)

Humor (20019)

Infantil (5415)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140778)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->O pensamento profundo de Lula -- 03/07/2009 - 08:24 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O PENSAMENTO PROFUNDO DE LULA

Reinaldo Azevedo

terça-feira, 30 de junho de 2009 | 21:38

Perguntam-me, não sei se gente que veio ao mundo sem tecla SAP, por que chamo Lula de Schopenhauer. Por quê? Bem, eu considero o filósofo um exemplo de pensamento complexo e rigoroso, de modo que suas respostas e indagações estão sempre além do óbvio. Ora, esse é Lula, não é mesmo? Eu o tenho como exemplo similar de rigor.

Vi há pouco Lula no Jornal Nacional, com ar grave, tom meio irritadinho, a pedir a volta do bandoleiro Manuel Zelaya a Honduras. Chamou o que considera "golpe de estado" de "desnecessário". Ontem, reconheceu que Zelaya tentou fazer algo contra a lei, mas indagou o que há de errado em se consultar o povo...

Agora uma pausa. Entre amanhã e o dia 3, a União Africana, que reúne todos os democratas do continente, vocês sabem, realiza a sua 13ª cúpula. O encontro será em Sirte, na Líbia, governada há 40 anos - EU ESCREVI "QUARENTA" - pelo iluminista Muamar Khadafi. Entre outras graças em sua biografia, Khadafi mandou explodir um avião da Pan Am em 1988. Morreram 270 pessoas. Por incrível que pareça, ele assumiu a responsabilidade, aceitando indenizar as famílias. Foi um atentado de uma série. Adiante.

Lula é o convidado de honra do encontro. Até aí, vá lá, diriam os pragmáticos. É convidado, né? Pois é. Ele próprio tentou ensaiar esse discurso em entrevista no Jornal Nacional. Mas Lula é Lula, ou não seria meu Schopenhauer. Indagado se a proximidade com Khadafi não seria contraditória com sua postura sobre Honduras, sustentou que é preciso não confundir as coisas etc e tal e se referiu assim ao homicida em massa, ao ditador: "Uma pessoa que alguns dizem ter problemas com a democracia".

Entenderam? O presidente interino de Honduras, empossado segundo a Constituição democrática do país, merece o desprezo de Lula. Já Khadafi, o assassino, o ditador, o facinoroso... Bem, sobre esta flor da humanidade, Schopenhauer afirma que "alguns dizem que ele tem problemas com a democracia".

"Alguns", entendem? Ele, Lula, é claro!, não diz isso. Ele deve achar que Khadafi tem todo o direito de matar o seu próprio povo e o povo alheio. Khadafi, afinal, é um aliado.

Os petralhas que vêm ao meu blog "cobrar" (como se, aqui, pudessem "cobrar" alguma coisa; desinfeta, cambada!) que eu admita o "golpe" em Honduras certamente concordam com a opinião de Lula sobre Khadafi. Devem achar que é inteligência estratégica. É por isso que o meu desprezo por essa gente é ilimitado.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui