Usina de Letras
Usina de Letras
14 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5420)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140789)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->O coice do pangaré -- 04/08/2009 - 08:46 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
COLUNA ISTGO POSTO - PAULO MARTINS - GAZETA DO PR.

O COICE DO PANGARÉ

Leonel Brizola deu um "sopapo" em David Nasser quando o encontrou. Disse Nasser que doeu e, a expressão em torno de um pangaré coiceiro foi cunhada.

Certa ocasião, quando da minha infància, eu levei um coice de um pangaré. Estava no sítio de um tio meu quando levava ele um cavalo pela corda. Era um pangaré, mas pangaré também coiceia e criança não faz avaliação do perigo, e enquanto meu tio ia lá na frente puxando o pangaré, eu me aproximei do quadrúpede pelo lado da pata direita traseira. O coice veio, me atirando longe. Felizmente não quebrou nada. Mesmo assim abri o berro.

Há anos havia esquecido do coice daquele pangaré, mas eis que nesse último final de semana lembrei dele - do pangaré. Foi quando assisti pela televisão o tal de Lulla afirmar que "ignorantes e imbecis" é que criticam o bolsa família. Ora...ora... Como também sou um crítico dessa excrescência, primeiro pensei que talvez ele tivesse dito isso se olhando num espelho. Mas depois vi que não era isso, ele estava em um discurso. Daí que me vi atingido pelo insulto, de tamanha envergadura que só podia ser gerado por um elemento de educação de esgoto. Nem no tempo dos governos militares, algum dos poderosos presidentes - que delinquentes de hoje chamam de ditadores - usou de expressões tão chulas, tão baixas, tão despudoradas, tão ultrajantes, compreensíveis se usadas por qualquer um, menos por um presidente do Brasil.

Curioso é que na hora em que ouvi o insulto sair da boca "daquele elemento" e me atingir... lembrei do coice daquele pangaré, quando de minha infància. Eis-me hoje, na minha idade, voltando a ser atingido da mesma maneira, ou seja, POR UM COICE DE PANGARÉ.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui